Lançamento da revista Macaco Albino, de Robles, na Livraria HQMix

Por Zé Oliboni
Data: 17 dezembro, 2008

Macaco AlbinoDia
19 de dezembro, sexta-feira, na Livraria HQMix (Praça Roosevelt,
142 – São Paulo/SP), Leandro Robles lança sua revista independente Macaco
Albino #1
.

Com formato de bolso, 64 páginas em preto-e-branco e capa em cores, a publicação compila 42 tiras e quatro histórias do personagem, escritas e desenhadas por Leandro Robles. O preço é de R$ 3,00.

A revista conta ainda com a participação de Gil Tokio, Beto Uechi, Leo Gibran, Daniel Bueno, Spacca, Tomo Maeichioka e Pedro Sotto, convidados a dar a sua visão do Macaco Albino.

Leandro Robles é conhecido pelo seu trabalho voltado para crianças na tira Escola de Animais, publicada no suplemento infantil da Folha de S.Paulo, a Folhinha. Ele também publica o Cobaia no Folhateen, suplemento jovem do mesmo jornal, além do trabalhar com ilustrações feitas pelo Estúdio Pingado.

Macaco AlbinoEm
2006, criou o Macaco Albino, que define como “um humor estilo cartum,
verborrágico, com pitadas de nonsense, sarcasmo e ironia”. Perguntado
sobre publicar as tiras na Folha, Robles afirmou: “Não quis fazer
uma mudança brusca de personagem. Nem sei se a editora iria topar. Por
isso, passei a publicar o Albino no meu site pra ver para onde ia o personagem.
O segundo passo ocorre agora, dois anos depois, com o lançamento deste
gibi”.

Sobre o fato de já ser um artista razoavelmente conhecido e ainda assim lançar sua revista de forma independente, Robles diz que foi sua opção. “Provavelmente, eu não lançaria um gibi independente da Escola de Animais, que tem essa exposição. Para este caso, acharia mais interessante uma coletânea de tiras por alguma editora, por exemplo. Já o Albino segue mais uma linha de eu poder experimentar e descarregar idéias. Procuro colocá-lo em várias situações diferentes, variar seu humor, sua reação às coisas, sua personalidade. Os desenhos também são mais rascunhados, menos acabadinhos. Portanto, acho que a auto publicação tem tudo a ver com essa liberdade que busco no conteúdo”.

• Outros artigos escritos por

.

.

.