Lanterna Verde ganha prêmio de organização em defesa dos gays

Por Equipe UHQ
Data: 17 junho, 2003

Green Lantern #154O prêmio foi dado pelo arco de histórias em duas edições chamado Hate Crime, no qual o assistente de Kyle Rayner, Terry Berg, é espancado por um grupo enquanto passeava na rua de mãos dadas com seu namorado.

“Mais do que tudo, eu tive orgulho de termos publicado essa história”, disse o escritor Judd Winick, ao receber o prêmio. “A mídia parece nunca cobrir um determinado assunto até que alguém é atacado, surrado ou assassinado. No nosso caso, lançamos uma história em quadrinhos, e teve repercussão nacional, como no jornal New York Times“.

Página de Green Lantern #154“A trama é minha, do artista Dale Eaglesham, do nosso editor Bob Schreck, de todos na DC Comics que nos apoiaram 100% e, claro, de nossos leitores. O apoio que recebemos tem sido uma inspiração”, acrescentou.

Winick já havia ganhado este prêmio em 2001 pela graphic novel Pedro and Me.

Para Bob Schreck, a maior recompensa é “saber que talvez, de alguma maneira, essa história tenha ajudado alguém em algum lugar. Esse prêmio é uma lembrança desse fato, e nos sentimos muito honrados”.

Hate Crime está sendo republicado este mês pela DC na encadernação Green Lantern: Brother’s Keeper.

Outros vencedores foram As Horas (melhor filme) e Will & Grace (melhor série cômica). A lista completa dos premiados pode ser encontrada no site oficial da GLAAD.

Este ano foi realizada a 14ª edição do GLAAD Award.

• Outros artigos escritos por

.

.

.