Livro em quadrinhos reconta a luta do revolucionário mexicano Emiliano Zapata

Por Marcelo Naranjo
Data: 6 novembro, 2015

Por mais um dia com Zapata (formato 20,4 x 29,5 cm, 136 páginas, R$ 25,00), da Zapata Edições, foi selecionado pelo ProAC – Programa de Ação Cultural em 2014 e tem lançamento marcado para o FIQ 2015 – Festival Internacional de Quadrinhos em Belo Horizonte.

Não é possível contar a história moderna do México sem levar em conta a vida e o legado de Emiliano Zapata (1879-1919). O revolucionário lutou contra a ditadura que vigorava naquele país no início do século 20 e pegou em armas para defender os direitos dos camponeses à terra e à liberdade.

O livro de Daniel Esteves (roteiro), Alex Rodrigues e Al Stefano (arte), refaz os passos do revolucionário desde os primeiros confrontos com os soldados do ditador Porfirio Díaz até seu assassinato numa emboscada em Chinameca.

A história é contada pelo ponto de vista do brasileiro conhecido apenas como “Brasileño”, que fugiu para o México e se converteu num dos principais companheiros de Zapata. O personagem, fictício, faz o elo entre a Revolução Mexicana e outro evento histórico envolvendo a opressão aos mais pobres – no caso, o massacre da comunidade de Canudos, ocorrido no interior da Bahia entre os anos de 1896 e 1897.

A narrativa se dá em dois momentos distintos e intercalados: nos flashbacks que constroem a ascensão de Zapata como líder do Exército Libertador do Sul, e outro que acompanha a busca de “Brasileño” por seu líder e amigo, quando o movimento já havia perdido a força. A convergência das duas linhas temporais forma um mosaico que lança um novo olhar sobre este importante momento histórico da América Latina.

Durante o FIQ, Daniel Esteves lança outras duas HQs: 147 (24 páginas, R$ 10,00), com arte de Hugo Nanni, e Archimedes Bar (32 páginas, R$ 10,00), uma coletânea com vários autores, como Danilo Pereira, ex-aluno da escola HQ em FOCO, de Esteves.

zapata_capa

 

• Outros artigos escritos por

.

.

.