Michael Turner processa o estúdio Top Cow

Por Equipe UHQ
Data: 21 junho, 2003

Personagens da AspenO
desenhista Michael Turner ganhou destaque na sua carreira após trabalhar
na série Witchblade, do estúdio Top
Cow
, que faz parte da Image
Comics
.

Ainda pela Top Cow, ele lançou Fathom, de sua própria autoria
e que já foi publicada no Brasil pela Editora Abril.

Depois disso, Turner teve sérios problemas de saúde. Um câncer o obrigou
a se afastar do mercado para um longo tratamento. Após se recuperar, voltou
ao trabalho, e resolveu abrir sua própria editora, a Aspen
MLT
, para lançar seus materiais.

Agora, o criador resolveu entrar com um processo contra a Top Cow,
reclamando perdas pela infração dos direitos de Fathom, além de
interferência proposital do estúdio sobre ele e a Aspen, ao desencorajar
distribuidoras e gráficas a fazer negócios com a nova empresa.

Fathom tem 100% dos seus direitos pertencentes a Michael Turner.
Cópias do processo e do registro da personagem podem ser encontradas no
site oficial da Aspen.

Michael TurnerO
contrato assinado com a Top Cow em 1997 garantia ao estúdio exclusividade
na produção e distribuição do título e produtos derivados. Esse acordo
expirou em agosto de 2002.

Michael Turner deixou o estúdio no final do ano passado, quando começou
sua própria companhia para lançar não só Fathom, mas também Soulfire
e Ekos. Foi quando o desenhista recebeu uma comunicação da Top
Cow
, alegando que eles possuíam os personagens.

O estúdio divulgou uma carta à imprensa comentando o processo, na qual
disse estar “consternado e frustrado com essa infeliz e necessária reviravolta
dos eventos”. Declarou ainda que tentou negociar com Turner que ele permanecesse
trabalhando para eles, mas que, durante essas negociações, o criador persuadiu
outros empregados a reincidirem seus contratos para se juntarem à Aspen.

Além disso, a Top Cow alega que Turner a enganou e induziu-a ao
erro de gastar uma substancial quantia de dinheiro para criar novas revistas
de Fathom e promover os títulos Soulfire, Ekos e
Checkmate para publicação pelo estúdio.

“Ele nos encorajou a gastar para desenvolver esses projetos, mesmo sabendo
que iria levá-los para a Aspen. Quando nos falou de suas intenções,
ficamos chocados, para dizer o mínimo”, assegurou o estúdio em seu comunicado.

• Outros artigos escritos por

.

.

.