Mickey Mouse é sentenciado à morte por líder religioso

Por Marcus Ramone
Data: 23 setembro, 2008

Um agente de Satanás que torna impuro tudo que toca. É assim que Mickey, o camundongo mais famoso dos quadrinhos e desenhos animados, está sendo descrito pelo líder religioso Muhammad Munajid.

Munajid, que já foi embaixador da Arábia Saudita nos Estados Unidos, lançou mão de um fatwa (pronunciamento com força de lei entre os islâmicos) e sentenciou à morte o personagem de Walt Disney, informou o jornal London Telegraph, citado pelo site Newsarama.

O religioso afirma que, segundo preceitos da lei islâmica, ratos domésticos e suas contrapartes cartunescas devem ser destruídos. É nesse ponto que reside o problema com Mickey e outros personagens: as crianças deveriam repudiá-los, mas consideram os cartuns adoráveis.

Polêmicas envolvendo Mickey, extremismo e religião não são novidades. No ano passado, o ratinho da Disney foi usado em um programa infantil diário da TV palestina Al Aqsa para disseminar entre as crianças o ódio contra os Estados Unidos e Israel.

Pouco depois de as desagradáveis imagens rodarem o mundo, ele foi “assassinado” ao vivo por um “israelense”, em uma encenação realizada diante do público mirim.

Mickey

• Outros artigos escritos por

.