Mort Drucker, veterano cartunista da revista MAD, morre aos 91 anos

Por Samir Naliato
Data: 10 abril, 2020

Mort Drucker faleceu no último dia 8 de abril, aos 91 anos. A causa da morte não foi revelada, mas o seu amigo Joh Rainer postou no Twitter que “(…) ele estava com dificuldades para respirar. Mas não foi coronavírus, uma vez que ele estava em quarentena por semanas sem qualquer contato externo”.

Devido ao delicado momento vivido nos Estados Unidos por conta da pandemia, será providenciada a cremação do corpo e só depois um funeral para as despedidas dos conhecidos.

Drucker trabalhou na revista MAD por 55 anos fazendo as mais variadas caricaturas e as famosas sátiras de filmes e programas de televisão.

Ele nasceu no Brooklyn, em Nova Iorque, em 22 de março de 1929. Começou a carreira em 1947, aos 18 anos, ilustrando a tira Debbie Dean. Trabalhou em várias editoras até entrar na equipe da MAD, em 1956.

Em 2017, passou a integrar o Hall da Fama do National Cartoonists Society.

Mort Drucker

 

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Marquito Maia

    As suas paródias de filmes publicadas na “Mad” eram simplesmente geniais!! Aliás, alguma editora bem que podia pensar na republicação dos primeiros números da “Mad”, com o material de Harvey Kurtzman, Jack Davis, Bill Elder, Wally Wood, John Severin, enfim, “a gangue de idiotas de sempre”!! Humor inteligente é sempre bem-vindo, principalmente nos dias de hoje!!

    • Dyel Dimmestri

      Lembro – me que, há alguns anos atrás, a editora Panini chegou a lançar uma edição chamada ” Os Grandes Artistas da Mad – Sérgio Aragonés”, que parecia ser o primeiro volume de uma série…mas ficou apenas nesse!

  • VAM!

    Mais um que se vai.
    Pelo menos viveu uma vida plena de realizações e reconhecimentos.

    Era incrível a sua capacidade de reproduzir os rostos dos atores e atrizes nas mais diversas expressões,além de suas composições complexas e abarrotadas de referências. Sem dúvida nenhuma um dos maiores ilustradores que esse mundo já teve.

    Uma paródia sua, que ficou gravada em minha memória foi “Robocop”.

    Em um dos quadrinhos, dono do mercadinho reclama com o Robocop por ter destruído todo o lugar dando-lhe um prejuízo gigante, enquanto que o assaltante teria roubado apenas uns trocadinhos do caixa.

    Abs,
    VAM!

    • Dyel Dimmestri

      Sem contar as paródias de Jornada Nas Estrelas, tanto a série de TV quanto os filmes, que ele desenhou… E, talvez poucos saibam, mas Drucker também desenhou cartazes de filmes, como,por exemplo,American Graffiti : Loucuras De Verão ( 1973):
      http://www.impawards.com/1973/american_graffiti_ver1_xxlg.html

  • grinduniverse

    A graça de se acompanhar os lançamentos de filmes (Ou tranqueiras televisivas) era ver na banca a capa da mad zoando em forma de parodia das películas.

    Vaya con Dios hermano !

  • Stefano Barbosa

    Drucker est “Mort”….