Mutirão Disney resgata HQs criadas por Renato Canini

Por Marcus Ramone
Data: 30 outubro, 2009

Renato CaniniFernando
Ventura, um dos artistas da última geração do extinto Estúdio
Disney
da Editora Abril
, realizou uma extensa pesquisa
sobre a obra do roteirista e desenhista Renato Canini. “O resultado foi
uma monografia de pós-graduação na Belas Artes e uma detalhada
lista de créditos, sempre atualizada, disponível
publicamente no Inducks“,
escreveu o quadrinhista em carta aberta à imprensa especializada, referindo-se
ao maior banco de dados (dentro e fora da internet) sobre os quadrinhos
disneyanos.

Ventura está reorganizando e atualizando esse trabalho para transformá-lo
em um livro sobre as histórias em quadrinhos do Zé Carioca criadas por
Canini.

Arte de Renato Canini“Existe,
porém, um buraco nesse estudo. Quando Canini foi demitido como desenhista
do Zé Carioca, por pressão dos norte-americanos, ele continuou colaborando
com a Abril escrevendo roteiros Disney de diversos personagens,
até meados da década de 1980″, afirma. “Nos últimos anos, a Abril
republicou muitas dessas HQs, o que levou uma nova geração a conhecer
o trabalho do mestre. O editor Paulo Maffia insistiu na publicação de
um Mestres
Disney
de Canini com uma HQ inédita, em 2005, 30 anos depois de
sua demissão da editora. E isso tudo, junto aos créditos que levantei
história a história, levou o grande público a descobrir que, além de Canini,
grandes roteiristas como Ivan Saidenberg, Oscar Kern, Paulo Paiva e Júlio
de Andrade, dentre outros, estavam por trás daquelas boas aventuras”.

Arte de Renato CaniniMas,
mesmo com o apuro na procura pelos créditos dessas HQs, feito por intermédio
“de entrevistas, troca de e-mails, scans, conversas com editores,
visita a acervos de originais e, principalmente, envio de cópias das histórias
aos autores”, revela Ventura, alguns roteiros permanecem sem identificação
de autoria. “Canini não possui as histórias em sua coleção, mas tem boa
memória e me confirmou que se eu enviar cópias das HQs ele recordará quais
escreveu. Porém, são muitas as histórias desse período com roteiristas
desconhecidos. O falecimento
de Saidenberg reforça a urgência de estudos desse tipo e, por isso, venho
a público solicitar ajuda”.

“Gostaria que colegas colecionadores me auxiliassem a fotocopiar essas
histórias, as quais eu organizarei e enviarei ao Canini. Ele não possui
internet, então é preciso que essas cópias sejam físicas. Basta que sejam
em preto e branco e legíveis. As histórias que não tenham sido escritas
por ele serão encaminhadas para outros roteiristas e editores do período,
para tentar fazer um levantamento o mais completo possível. Os colaboradores
terão seus nomes creditados no blog
Inducks
e no livro. Os interessados podem entrar em contato
comigo por e-mail“, solicita
Fernando Ventura.

Quem desejar contribuir para esse resgate histórico da Disney no
Brasil, basta acessar os links 1,
2,
3,
4,
5,
6
e 7,
que direcionam aos registros das HQs produzidas de 1980 a 1986 com autores
não creditados – período em que se encontra a maioria dos trabalhos desconhecidos
de Canini -, procurar na coleção e tirar uma cópia da história
em quadrinhos.

• Outros artigos escritos por

.

.

.