Novo álbum de Lucky Luke é lançado em Portugal com três capas diferentes

Por Sidney Gusman
Data: 1 dezembro, 2010

Lucky Luke contra Pinkerton

O álbum Lucky Luke contra Pinkerton (formato 23,5 x 30 cm, 48 páginas coloridas, € 9,99), à venda em Portugal há mais de um mês, trouxe uma surpresa para os fãs: a Edições Asa, numa ótima estratégia de marketing, o lançou com três capas diferentes.

Assim, os fãs que comprarem em livrarias terão a mesma capa dos outros países da Europa, mas os que optarem pela edição em parceria com o jornal Público ou a vendida apenas nas lojas da rede Fnac, terão duas artes exclusivas para o mercado lusitano.

Esta aventura, a quarta publicada após a morte de Morris (pseudônimo de Maurice de Bevere), o criador do personagem, traz uma novidade: Gerra, o roteirista das três histórias anteriores, é substituído pelos escritores Tonino Benacquista e Daniel Pennac – os dois fizeram carreira na literatura e não são propriamente especialistas em quadrinhos.

Os desenhos continuam sob a responsabilidade do francês Achdé (pseudônimo de Hervé Darmenton).

Na história, após voltar de uma missão no México, Lucky Luke descobre que um novo herói conquistou o Oeste: Allan Pinkerton. Esse “rival”, que é adepto de métodos de investigação revolucionários e da tolerância zero, resolve pôr o caubói que atira mais rápido do que a própria sombra atrás das grades, para ganhar importância e, consequentemente, os favores do recém-eleito presidente Abraham Lincoln.

Benacquista e Pennac se basearam em dois fatos históricos: o surgimento da agência de detetives Pinkerton e uma suposta conspiração para assassinar Lincoln durante uma viagem a Baltimore.

E a aventura tem ainda as participações “especiais” dos irmãos Dalton e de Billy the Kid.

Lucky Luke contra PinkertonLucky Luke contra Pinkerton

 

• Outros artigos escritos por

.

.

.