O Crime do Restaurante Chinês: graphic novel reconta caso real da década de 1930

Por Samir Naliato
Data: 12 novembro, 2018

A Hiperquímica Produções está lançando O Crime do Restaurante Chinês (formato 17 x 26 cm, 100 páginas, capa dura, R$ 49,90), com roteiro e arte de Guilherme Fonseca, pintura digital de Laís Dias e cores de Mauro Salgado.

A edição está à venda na Amazon Brasil ou no site da Hiperquímica.

A trama é baseado em fatos reais, um assassinato de quatro pessoas ocorrido na cidade de São Paulo, na década de 1930, que chocou o país na época devido à brutalidade empregada no crime.

Fevereiro de 1938. São Paulo amanhece com chuva intensa. Corací, um jovem mineiro que acaba de chegar na cidade, está distraído demais para perceber que é perigoso navegar em águas turbulentas. Maria Xiu e Kim Shenzen administram o restaurante típico chinês da família. O lucro é compartilhado com os primos e tios. Mesmo assim, faturando alto, a família de Maria Xiu quer que o restaurante retorne às origens.

O fiscal da prefeitura está no pé do casal. Os donos dos restaurantes no entorno promovem reuniões secretas. Ameaças anônimas chegam a todo instante. Mesmo quem sempre foi amigo agora os trata como invasores. A cidade grita enquanto os três fazem de conta que está tudo bem. Uma névoa adensa a cidade.

O Crime do Restaurante Chinês foi um dos projetos selecionados no ProAC – Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo, em 2017.

O Crime do Restaurante Chinês

• Outros artigos escritos por

.

.

.