Ota retorna com nova edição de A Garota Bipolar, pela Tai Editora

Por Samir Naliato
Data: 30 junho, 2020

O cartunista Ota (Otacílio D’Assunção), ex-editor da versão brasileira da revista Mad, é o primeiro lançamento de quadrinhos nacionais da Tai Editora.

A editora gaúcha Tai estreou no mercado editorial brasileiro em 2019, com o retorno de Necron, controverso personagem de Magnus. Em 2020, foi a vez dos quadrinhos argentinos, com Crazy Jack, de Manuel Morini e Rubén Meriggi; e Cazador Sagas, de Jorge Lucas.

Foi justamente na produção de Cazador Sagas que o contato entre Ota e a Tai virou uma parceria, por o OtaMix, estúdio do artista, produziu a fonte personalizada da edição, que no original foi feita manualmente pelo autor.

Depois de um quadrinho italiano e dois argentinos, a editora decidiu que era hora de lançar uma obra nacional. Com A Garota Bipolar em produção, com três números já lançados de forma independente em formatinho e o quarto em finalização, Ota e a Tai conversaram para lançar uma compilação em formato de álbum com todas as tiras inéditas que ficaram das publicações anteriores.

Foi assim que surgiu o álbum A Garota Bipolar – Volume Um (formato 20,5 x 27 cm ), que está em campanha no Catarse.

Além do formato diferenciado, o acabamento inlui capa cartonada com orelha e papel couché.

Este será o primeiro de uma série de álbuns do Ota pela Tai Editora.

A Garota Bipolar - Volume Um

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Heberton Arduini

    Tenho acompanhado essas edições caseiras do Ota e Garota Bibolar é uma satisfação numa epoca que o humor anda tão frouxo.

  • nao tenho

    Fico imaginando quando vão começar a desenterrar as hqs de terror do Ota, como Hotel Nicanor e as curtas do Spektro.

    • Better call Wassef

      Hotel Nicanor é um clássico