Panini reimprime Kick-Ass e Vampiro Americano

Por Samir Naliato
Data: 11 setembro, 2014

Vampiro Americano - Volume 1A Panini Comics reimprimiu os dois encadernados de Kick-Ass, lançados originalmente em 2010 e 2013; e Vampiro Americano – Volume 1, publicado em 2012. Os álbuns estavam esgotados, e voltam agora às livrarias e bancas especializadas.

Vampiro Americano – Volume 1 (formato 17 x 26 cm, 200 páginas, capa dura, R$ 58,00) é escrito por Scott Snyder e Stephen King, e ilustrado pelo brasileiro Rafael Albuquerque.

Astuto, cruel e traiçoeiro, Skinner Sweet tem a fama de ser tão obstinado quanto genioso. Mas, como primeiro vampiro surgido nos Estados Unidos, ele não é a típica criatura da noite. Mais forte e feroz, e retirando energia do sol, Sweet é o primeiro de uma nova espécie de sanguessugas: o Vampiro Americano.

Quarenta e cinco anos depois de emergir de sua sepultura, Sweet chega a Los Angeles dos anos 1920, para onde jovens de boa aparência são atraídos como mariposas pelas luzes quentes de Hollywood. Mas algo além da simples ganância humana está em ação na cidade, como a jovem e batalhadora atriz Pearl Jones está prestes a descobrir. Quando seus sonhos de fama e estrelato se transformam em um sangrento pesadelo, Skinner garante a sobrevivência da moça, além de lhe dar poder para se vingar!

Os dois volumes de Kick-Ass têm roteiro de Mark Millar e arte de John Romita Jr.

Kick-Ass  Quebrando tudo (formato 17 x 26 cm, 212 páginas, capa dura, R$ 60,00) mostra o que acontece quando um cara comum numa roupa de látex fica frente a frente com o submundo do crime. Você alguma vez já pensou em ser super-herói? É isso que o jovem Dave Lizewski está prestes a descobrir. Afinal, as pessoas têm apenas uma vida, e Dave quer que a dele seja empolgante. A qualquer preço.

O outro álbum é Kick-Ass – Volume 2 (formato 17 x 26 cm, 208 páginas, capa dura, R$ 56,00). Com treinamento mínimo em combate e armado com um par de bastões, Dave colocou uma máscara e saiu para se tornar um super-herói: Kick-Ass. E conseguiu, embora de um jeito violento. Kick-Ass e a precoce Hit-Girl enfrentaram a máfia e ganharam a luta. A ideia se espalhou e, de repente, virou moda usar uniforme. Todo mundo quer ser um super-herói. Qual será o próximo passo de Kick-Ass? Reunir uma superequipe, oras.

Mas seu antigo parceiro, Red Mist, acha que heróis são um saco e quer se transformar no mais conhecido supervilão do mundo. Kick-Ass poderá deter seu velho aliado e a gangue que ele armou? Ou, então, sobreviver para virar herói mesmo quando a luta pega pra valer, tornando-se um quebra-pau monumental na Times Square?

Kick-Ass - Quebrando tudoKick-Ass - Volume 2

• Outros artigos escritos por

.

.

.