Panini lança saga Invasão em edição encadernada

Por Marcelo Naranjo
Data: 24 julho, 2018

Invasão! (formato 17 x 26 cm, 260 páginas, capa dura, R$ 53,00) tem roteiro de Keith Giffen e Bill Mantlo, com arte de Todd Mcfarlane e Bart Sears.

O título é um lançamento da Panini Comics, e já está em pré-venda na Amazon Brasil com desconto.

Simplesmente por existirem, os super-heróis de nosso planeta se tornaram uma ameaça para o resto do universo. Agora, uma aliança entre as raças mais ferozes e implacáveis da galáxia foi formada, e seu objetivo é um só: a eliminação dos guardiões da Terra.

Enquanto a guerra irrompe nos quatro cantos do mundo, o Superman lidera o ataque contra os pretensos conquistadores alienígenas. Será que os maiores campeões de nosso mundo conseguirão repelir o exército invasor – um exército em que alguns integrantes possuem um poder próximo ao do Homem de Aço?

Invasão! foi publicada originalmente nos Estados Unidos em 1989, e chegou ao Brasil no ano seguinte, em 1990, pela Editora Abril, como uma minissérie em três partes em formatinho.

Invasão

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Rafael Soares Duarte

    nostalgia…., lembro como uma boa história (rendeu boas histórias do homem-animal), não sei se minha memória me trai.

  • Cassiano Cordeiro Alves

    Até hoje uma das minhas sagas favoritas da DC, mesmo com (ou em razão de ) sua simplicidade. Já li e reli meus formatinhos várias vezes. Pena que o tempo e as traças acabaram com a minha edição do Planeta Diário que veio na época! Compra certa!

    • FINASTERIDO

      De fato…o maior mérito desta série foi não querer ser essas bobagens ‘definitivas’ de hoje em dia. Foi simples e razoavelmente boa.

  • Douglas Coelho

    Bons momentos dessa história, inclusive me fez começar a ler mais os personagens DC. Não anunciava grandes mortes, simplesinho e entregou o que prometeu.

  • Alexandre Pinto Harich

    Uma das melhores sagas. Antes das sagas anuais.
    Tenho a da Abril ainda com o Planeta Diário. Já encomendei a minha .
    Como o Rafael falou, tinha muitas histórias boas relacionadas a invasão tomara que saiam em algum encadernado.

  • 0-Drix

    Essa mini-série foi bem divertida! Mas da história em si, me lembro apenas de dois detalhes:
    #1) Flash sendo designado para proteger Cuba (será que por conta do uniforme vermelho e logo amarelo?);
    #2) A âncora de um telejornal informando que o país do Kuraq aproveitou a invasão alienígena para invadir e anexar o pequeno país do Qatar. Sempre me perguntei se foi uma liberdade poética da tradução tupiniquim (a editora Abril lançou “Invasão” por aqui entre dezembro de 1990 e março de 1991) ou se a DC Comics antecipou o fato que levou à 1ª Guerra do Golfo (iniciada em janeiro de 1991)!

  • Ricardo Ponce

    Ótima notícia, mas seria tão difícil assim fazer a edição mais parruda e incluir os tie ins?

  • alexandredealmeida

    Uma dúvida. O encadernado da Eaglemoss tem mais paginas. Alguém sabe a diferença?

  • Keith Moore

    Que subtítulo é esse? Remete mais a crise de identidade.

    • Marquito Maia

      E o pior é que foi criado pelo próprio pessoal da DC, vide a edição publicada lá na Corte… (O editor brazuca bem que podia ter apagado essa “pérola” e deixado só INVASÃO!!)

  • santos

    Esta série me surpreendeu na época pela caracterização das diferenças raças alienígenas, não são genéricos e sem personalidade.

  • James Howllet

    Ok… não tem nada a ver mas…Kkkk…
    “sonhei” que o Pipoca & Nanquim lançará “Moonshadow”…

    • Marquito Maia

      Segundo os próprios, se BLOOD tiver um bom desempenho, MOONSHADOW pode se tornar realidade. Vamos torcer!!!

  • Andre Freitas

    Não foi só na DC 2000, toda a linha DC da Ed. Abril participaram.

  • MARCIO F. CAMILLO

    Bah!!! Enquanto isso, nada de “Sete Soldados da Vitória” do Morrison.

  • Jonas Reis da Cruz

    Apenas a título de informação: Mcfarlane deu um tremendo “Chupa DC” ao abandonar a série no meio e assinar com a Marvel para fazer o “Homem-Aranha”.a DC teve que colocar o Bart Sears para terminar a série.E até hoje o Mcfarlane nunca mais trabalhou para DC.Virou “Persona Non Grata” (literalmente,já que foi descoberta da Editora) para a DC.E já fazem quase 30 anos!