Pawnee é o novo trabalho de Patrick Prugne

Por Sérgio Codespoti
Data: 26 agosto, 2013

Capa de Pawnee A editora (e galeria) francesa Daniel Maghen lançará, no próximo dia 29 de agosto, o álbum Pawnee, de Patrick Prugne.

A obra é um álbum de capa dura, com 74 páginas pintadas, no formato 33 cm x 25 cm. O volume inclui um caderno gráfico com esboços e desenhos no final da edição.

Na trama, Alban era um jovem soldado francês enviado a Louisiana. Ele se tornou um desertor e vive com os índios Minnetaree em busca de seu colega Louis, outro jovem soldado, mas que não teve sorte e foi capturado pela tribo dos Pawnees. (Nota do UHQ: a colônia francesa da Louisiana – existente entre os séculos 17 e 19 -, era uma faixa de terreno que se estendia de norte a sul dos Estados Unidos, indo do Golfo do México até o Canadá).

Desanimado, Alban decide voltar à Europa, mas no seu caminho estão os guerreiros Shawnees e um bando da milícia local. Seu único aliado é o caçador Charbonneau.

Patrick Prugne é um artista que nasceu em Clermont-Ferrand, na França,em 1961. Sua carreira nos quadrinhos ganhou impulso em 1990, quando ganhou o troféu Alph-Art Avenir no Festival Internacional de Angoulême. Suas principais influências são Hugo Pratt, Milo Manara, André Juillard, Régis Loisel, Alberto Breccia e Miguelanxo Prado.

Seus trabalhos anteriores, Canoë Bay (com colaboração de Tiburce Oger) e Frenchmen, também envolvem os índios norte-americanos nos séculos 18 e 19. Os dois livros foram publicados, respectivamente, em 2009 e 2011, pela editora Daniel Maghen.

Pawnee é o destaque de capa da revista L’Immanquable # 29, título especializado em quadrinhos. O livro será vendido por 19,50 euros.

Veja abaixo algumas páginas da publicação.

• Outros artigos escritos por

.

.

.