Processo contra Rob Liefeld

Por Equipe UHQ
Data: 14 março, 2001

O escritor Robert Napton entrou com um processo contra o criador Rob Liefeld, na corte de Los Angeles, pedindo mais de 500 mil dólares em relação ao script de The Mark, da Universal Studios e da companhia de Will Smith, a Overlook Entertainment. Ele reclama a co-autoria da obra.

As companhias de Liefeld – tanto a antiga, chamada Rob Liefeld Inc.; quanto a nova, Ripley Inc. (Nota do UHQ: Esse rapaz gosta de trocar de empresas!) – também são citadas.

Os dois trabalharam várias vezes juntos, no começo dos anos 90, na ImageMaximum Press e Awesome Entertainment, com séries como Avengelyne e Battlestar Galactica. De acordo com o processo, em 1997, Liefeld sugeriu a idéia de colaborar com Napton, que já havia escrito vários scripts, em The Mark. De acordo com Napton, os dois terminaram de roteirizar a história em novembro de 1997; e, no mês seguinte, a Universal comprou os direitos… por um milhão de dólares.

Apesar da venda, Liefeld disse para Napton que ainda não havia recebido o dinheiro. Em maio de 1998, alegou não poder pagar seu então parceiro, por causa da falência de sua empresa de quadrinhos, pois tinha que liquidar algumas taxas. Em janeiro do ano seguinte, o pagamento começou a ser efetuado, mas Napton recebeu apenas quatro parcelas, sendo a última em agosto, totalizando 20 mil dólares.

Em pronunciamento, Rob Liefeld rebateu as acusações. “O Sr. Napton tem me ameaçado com um processo por algum tempo. Minha opinião pessoal do processo é que ele é não tem qualquer mérito”, disse. Segundo ele, os direitos lhe foram revertidos em 1997, e aí vendidos para a Universal. “Este é apenas o mais recente processo de uma longa lista que eu venho sendo acusado nos últimos oito anos, os quais tenho me defendido com muito sucesso”, esnoba.

O criador se recusou a falar mais por recomendação de seu advogado, para não atrapalhar o andamento do processo.

Rob Liefeld Robert Napton

• Outros artigos escritos por

.

.

.