Quadrinhos do Neymar Jr. serão publicados pela Mythos Editora

Por Samir Naliato
Data: 2 dezembro, 2019

A Mythos Editora publicará, em parceria com a Fan the Flame Comics, as histórias em quadrinhos protagonizadas por Neymar Jr. lançadas digitalmente, em capítulos, ano passado no site Neymar Jr. Comics.

Inked – A arte ganha vida (formato 17 x 26 cm, 116 páginas, capa cartonada, R$ 24,90) tem o jogador brasileiro como protagonista, com elementos inspirados em em sua vida.

A edição já está em pré-venda na Amazon Brasil com frete grátis para usuários Prime.

Na história, suas tatuagens são feitas com uma tinta especial que faz com que os desenhos em seu corpo se manifestem e ganhem vida. O desafio começa com a busca por sua irmã, que foi levada por um cartel misterioso que tem ligações com elementos sobrenaturais. A partir daí, começam os desafios com muitas aventuras e uma jornada de autoconhecimento.

O projeto foi criado por Jason Burns, que assina o roteiro, e o pré-lançamento acontecerá na CCXP 2019 com a presença do desenhista mexicano Fernando (Fero) Peniche.

“Como muitos garotos, eu tinha dois sonhos para quando crescesse: ser um jogador profissional de futebol e um super-herói”, disse Neymar Jr. “Acredito que quando você é jovem, inspiração é uma coisa muito importante para encarar os desafios que vão aparecendo na vida, e os heróis dos quadrinhos são uma forma positiva de falar disso, então estou fazendo minha parte para poder participar desse mundo tão fascinante.”

Novos títulos devem ser anunciados em breve pela Fan the Flame Comics em parceria com a Mythos Editora.

Inked - A arte ganha vida

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Meu Deus, que lixo!

  • Dyel Dimmestri

    Genial… O Superman é vulnerável à Kriptonita… E o Neymar Jr. é vulnerável à uma canelada!! E quando o supervilão surge, o que é que ele faz? Rola no chão até que o vilão fique de saco cheio, e vá embora????

    • Marquito Maia

      Dico, o artilheiro dá um verdadeiro olé nessa versão em quadrinhos (pra lá de ridícula, diga-se de passagem) do Neymar Jr.!!!

      • Dyel Dimmestri

        É isso aí. Falou pouco e falou tudo! Tô contigo e não abro!!

  • Alessandro Souza

    Depois vão a falência e ficam se perguntando por que;

  • Reinaldo Queiroz

    Q merda!

  • Tiago Salviatti

    “Na história, suas tatuagens são feitas com uma tinta especial que faz com que os desenhos em seu corpo se manifestem e ganhem vida.” Ahn… Plágio do Tatuado (Tattooed Man) da DC?

    • Márcio dos Santos

      Quase todos os personagens da Marvel e da DC são personagens “repaginados” da Era de Ouro ou dos pulps, com poderes e uniformes muito semelhantes.

  • ninguém

    Mais uma brilhante tática de publicação dos editores da Mythos!
    Que a Editora siga em frente, publicando títulos variados e de qualidade, para que não precise apelar a jogadores de futebol, apresentadoras de TV e digital influencers! A crise está feia, mas sempre pode piorar, não é mesmo?

    • Chefe O’Hara

      Bem, pelo que li, a iniciativa é desse estúdio Fan The Flame, que levará as revistas já editadas e desenhadas à Mythos, que, por sua vez, só imprimirá e distribuirá. Não sei como vai ser a repartição dos lucros.

      • ninguém

        Com os preços camaradas da Mythos, lucro é o que eles mais levam em consideração nas HQs que publicam.

  • Eugênio Furtado

    Essa vai CAIR no encalhe!

  • Paulo AR Bogart

    Isso vende? Saudades do Pelezinho da fase Abril, antes de ser retocado em nome do politicamente correto como ocorreu na série coleção histórica.

  • Nery

    Abluergh!!!

  • ARQUEIRO VESGO

    Nem de graça eu quero isso. É sério.

  • Henrique Brum

    eu acho legal o jogador investir em quadrinhos / criar uma linha …só acho que não deveria ter se colocado como personagem..fica com cara mais infantil ‘pelezinho’ ‘senninha’ …trocando o protagonista por um personagem comum acho que atrairia mais o publico..e sendo uma linha dele a divulgação seria a mesma.

    • Chefe O’Hara

      Lembrei que, numa coluna do Mauricio de Souza publicada na saudosa “Wizard” brasileira da editora Globo (bem melhor que a original norte-americana), ele falava da gênese do Pelezinho, contando que o Pelé queria que o personagem fosse adulto, um “Pelezão” invencível. Mauricio o fez ver que era muito melhor um protagonista criança, o que criaria (desculpem o trocadilho) mais identificação com a criançada e até permitiria colocar nas histórias a turma memorável que fez parte da infância do astro.

  • Banzé Baruel

    O Neymar tinha uma revistinha, feita pelo Mauricio de Sousa anos atrás.

  • Chefe O’Hara

    Beeeem… Em defesa dele, a acusação de estupro é uma armação da moça trambiqueira.

    Quanto ao “imaturo” e “sonegador”, aí você tá certíssimo! Era até mais condizente se a HQ fosse protagonizada por um Neymar criança, feito as do estúdio do Mauricio.

    Se, como a matéria diz, a trama falará de “autoconhecimento”, gostaria de ver o Neymar caindo na real: “Meu Deus, meu pai me mantém como esse moleque imaturo! E tenho que parar de me deixar enganar pelos meus ‘parças’! E, se eu quiser um dia ser o ‘Melhor Jogador do Mundo’, tenho que começar a me comportar como tal!”

  • Chefe O’Hara

    Só “Neymar”, por favor! Esse “Jr.” foi uma palhaçada inventada pelo pai-empresário dele pra chamar atenção pra sua própria pessoa.