Quadrinhos vão às bibliotecas, na França

Por Equipe UHQ
Data: 15 março, 2001

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, uma das grandes novidades do 21º Salão do Livro de Paris, que será aberto dia 16 de março, será a assinatura de um convênio entre Albert Uderzo, um dos “pais” de Astérix, e o Salão do Livro, para que as histórias em quadrinhos sejam levadas às bibliotecas das escolas francesas, no segundo semestre.

Cerca de 40 autores de quadrinhos em língua francesa (como Moebius, Hermann e o próprio Uderzo) fizerem desenhos inéditos sobre o tema Asterix, que serão expostos a partir de hoje e depois vendidos em leilão. Essa mostra, que está começando um dia antes do Salão, fica em cartaz durante toda a duração da feira.

O valor total arrecadado no leilão será usado para a compra de HQs para os estudantes, dentro de um programa de incentivo à leitura, do qual participam 2 mil escolas.

A exposição desses desenhos inéditos coincide com o lançamento do álbum de HQ Astérix et Latraviata, o 31º da série, com a tiragem quase inacreditável de 8 milhões de exemplares.

Mais uma prova da popularidade de que os quadrinhos desfrutam na França.

Astérix et Latraviata

• Outros artigos escritos por

.

.

.