Rastreadores da Taça Perdida traz a busca pelo cobiçado troféu

Por Marcelo Naranjo
Data: 3 julho, 2014

Em homenagem a um dos maiores prêmios conquistados pelo esporte nacional – a Taça Jules Rimet –, cujo misterioso desaparecimento acaba de completar 30 anos, a Bila Edições lança o álbum em quadrinhos Rastreadores da Taça Perdida – O Segredo da Jules Rimet (formato 21 x 28 cm, 44 páginas, R$ 19,90).

A HQ tem como pano de fundo o desaparecimento da taça, concedida ao Brasil quando a seleção brasileira conquistou a Copa do Mundo pela terceira vez. Por sugestão de seu idealizador, na ocasião de sua criação (1928), sua posse definitiva ficaria com o país que vencesse três edições do torneio.

Conquistada pelos brasileiros, depois das vitórias nas Copas de 1958, 1962 e 1970, a taça já trazia em sua história uma ocorrência de roubo, na Inglaterra, em 1966. Naquela época, foi reencontrada semanas depois pelo cão Pickles, também homenageado na obra.

Novamente roubada em 1983, em território brasileiro, seu desaparecimento ainda desperta muitos questionamentos e suspeitas: por que a taça (original) estava exposta enquanto sua cópia era mantida num cofre? Teria mesmo sido derretida, como afirmaram os ladrões? Como se explicam as mortes misteriosas dos assaltantes antes de irem a julgamento? E a maior de todas as questões: a Jules Rimet desaparecida era a verdadeira?

Dois primos aventureiros acham-se prestes a solucionar essas dúvidas. Mas a dupla passará por muitos perigos, desde a região metropolitana de São Paulo até os cânions do Rio São Francisco e as formações rochosas do Parque Nacional de Vila Velha, localizado em Ponta Grossa, interior do Paraná.

No dia 12 de julho, sábado, o autor Giorgio Cappelli recebe o público para o coquetel de lançamento na Comix Book Shop (Alameda Jaú, 1998), em São Paulo/SP, das 15h às 17h30min.

rastreadores_capa

• Outros artigos escritos por

.

.

.