Revista Quase chega à quarta edição mais escrachada do que nunca

Por Sidney Gusman
Data: 8 julho, 2004

Quase # 4Acaba
de “sair do forno” a quarta edição da revista capixaba Quase (formato
americano, 40 páginas em preto-e-branco, R$ 2,00) . E, a exemplo dos números
anteriores, está mais escrachada do que nunca.

Misturando quadrinhos e textos de humor, a revista não perdoa ninguém.
“Apesar de sermos alvos de ameaças constantes de agressões físicas, ainda
não fomos processados por nenhuma celebridade que, por ventura, tenha
aparecido nas páginas da Quase. Não sei o que estamos fazendo de
errado”, brinca Fábio Turbay, um dos autores.

Nesta edição, uma das novidades é a estréia do encarte Fininho,
que é aberto a colaborações de artistas de todo o Brasil.

A outra é que a revista será vendida dentro de um saco plástico preto,
que vem com uma mensagem de uma campanha de reciclagem! “Nossos críticos
vão dizer: ‘Ah, o pessoal da Quase está ficando esperto… A revista
já vem num saco de lixo'”, ironiza Turbay.

A Quase é distribuída em todas as bancas da Grande Vitória, além
das livrarias Livrolux e Logos, e ainda conta com pontos
de venda em Alegre, Belo Horizonte (Livraria Leitura), Rio de Janeiro
e São Paulo.

• Outros artigos escritos por

.

.

.