Rosenberg e Land são a nova equipe de Astonishing X-Men

Por Sérgio Codespoti
Data: 17 abril, 2018

A revista Astonishing X-Men ganhou uma nova equipe criativa. Matthew Rosenberg, de Justiceiro e Novos Mutantes, assumiu os roteiros; e Greg Land será o desenhista. O escritor atual da revista é Charles Soule, em colaboração com diversos artistas.

Eles farão sua estreia em Astonishing X-Men # 13, que será distribuído no próximo dia 4 de julho.

Nessa edição, uma nova equipe de mutantes (Destrutor, Colossus, Cristal, Fera, Apache e um personagem que continua em segredo) se encontrará com os Carniceiros de Mutantes – grupo de ciborgues liderado por Donald Pierce.

Segundo Rosenberg, os X-Men terão um papel que há muitos anos eles não desempenham no Universo Marvel.

Astonishing X-Men # 13

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Gabarito

    X-Men sem Ciclope, Jean e Professor Xavier eu passo.

  • codespoti

    É ele.

  • James Howllet

    Pois é, o incensado (e ótimo quando o prazo e o tesão são grandes he he he…) Bryan Hitch também faz das suas. Mas aonde Hitch consegue adaptá-las brilhantemente ao contexto e narrativa da estória, Land simplesmente vai fazendo colagens. Na sua fase desenhando o Quarteto Ultimate dava raiva só de abrir a revista.

  • James Howllet

    No títulos que li do Land as primeiras coisas que estranhei foram um excesso de poses e expressões faciais overs ou gora de contexto. P… Há quadros em que juro…a personagem ao invés de expressar surpresa parece estar tendo um orgasmo (o que é aquela mãe da Sue Richards Ultimate meu Papai do Céu?!?!)

    Sério…
    Numa comparação:a impressão que passa é a de filmes feitos com quase nenhuma noção de montagem e personagens interpretados por super canastrões.

    • Marquito Maia

      Tem um personagem da série SOJOURN, da CrossGen, que é, literalmente, a cara do Kurt Russel como o Snake Plissken do clássico “Fuga de Nova York”!!

  • James Howllet

    Impressionante como até o Morrison se perdeu. O cara sempre fora um sonho pessoal como roteirista ideal dos “Filhos do Átomo” bla, blá, blá… Entretanto…pfff…

    E aquela conclusão…com “aquela revelação” foi a calda de quiabo acompanhada da cereja estraga apropriadas.

  • James Howllet

    A fase do Whedon é pura reciclagem mas… tá aí: Baita fase! E como esquecer do, talvez, último grande trabalho mainstream feito pelo ex f…ão John Cassaday?!