Roteiristas falam sobre possibilidades para Capitão América 3

Por Sérgio Codespoti
Data: 21 março, 2014

Capitão América - O Soldado InvernalChristopher Markus e Stephen McFeely, os roteiristas de Capitão América 3, falaram ao site Den of Geek sobre as possibilidades para o próximo filme.

As películas do Capitão América são mais centradas na realidade do que outros personagens do Universo Marvel. Um dos elementos que poderá ser integrado ao roteiro é o Capitão América da década de 1950, William Burnside, que era um psicopata.

O terceiro episódio será dirigido por Anthony e Joe Russo e chegará aos cinemas no dia 6 de maio de 2016. A estreia de Capitão América – O Soldado Invernal ocorrerá no próximo dia 10 de abril.

Burnside (que por um tempo foi conhecido como Capitão América IV, por ter sido o quarto personagem a vestir o uniforme) era um fã do herói, que estava desaparecido durante a década de 1950 (estava congelado), e que assumiu a identidade dele, imitando sua aparência e até tomando um soro para obter poderes. Ao seu lado estava James “Jack” Monroe, personagem que mais tarde assumiu a identidade de Nômade. Depois de desmascarado, Burnside assumiu a alcunha de Grande Diretor e comandava uma organização supremacista ligada ao Dr. Fausto e ao Caveira Vermelha (uma saga que ficou famosa pela morte da agente da S.H.I.E.L.D. Sharon Carter).

A origem de Burnside é complexa. Ele foi criado por Steve Englehart e Sal Buscema, em Captain America # 153, em 1972, para explicar a discrepância na cronologia de algumas poucas HQs publicadas entre 1953 e 1954, dentre elas Young Men # 24 a # 28, Men’s Adventures # 27 e # 28 e Captain America Comics # 76 a # 78.

Afinal, se Steve Rogers só foi descongelado numa aventura dos Vingadores publicada na década de 1960, como poderia ter combatido uma versão comunista do Caveira Vermelha na década de 1950? A resposta foi a criação dos imitadores Burnside e Monroe.

Ed Brubaker aproveitou algumas ideias desse período e incorporou em um de seus arcos iniciais em Capitão América. Aliás, foi o roteirista quem revelou o nome do vilão, em Captain América # 602 (quando o título trocou a numeração para seguir a série clássica), publicado em 2010.

• Outros artigos escritos por

.

.

.