Social Comics lança selo de quadrinhos nacionais feitos por mulheres

Por Samir Naliato
Data: 8 março, 2016

Neste Dia Internacional da Mulher, o Social Comics lança um selo especial de quadrinhos produzidos por mulheres, chamado Pagu Comics. A novidade é fruto de uma parceria com a Editora Cândido, para destacar o trabalho das autoras no mercado.

O objetivo é fomentar a produção feminina. Atualmente, na plataforma do Social Comics, as mulheres representam cerca de 7% dos artistas independentes com obras ativas.

A curadoria do projeto e coordenação do time de quadrinhistas será de Ana Recalde, coautora da graphic novel Beladona.

“A ideia é incentivar essas artistas para que produzam histórias exclusivas de forma consistente e simultânea, impulsionando ainda mais o mercado”, afirmou Ana.

“Quando lançamos o Social Comics, em agosto de 2015, apenas 5% da base de nossos assinantes eram mulheres. Hoje, crescemos para 12% e queremos aumentar cada vez mais esse número”, disse Marcelo Bouhid, diretor de marketing do Social Comics.

Social Comics

As primeiras artistas com trabalhos confirmados no selo Pagu Comics são:

  • Blenda Furtado, professora do Curso de Desenho e Curso de Mangá no Estúdio Daniel Brandão, em Fortaleza/CE, capista, arte-finalista e colorista.
  • Chairim, ilustradora e colorista paulista, criadora de obras como Purple Apple, Mare Rosso e As Aventuras da Bruxinha Mô, A Última Lenda e Livro de Conselhos do Gato Darazar.
  • Dani Mota, ilustradora e designer de São Paulo, colaboradora do projeto Amarelo Criativo.
  • Germana Viana, desenhista, letrista e roteirista, é autora de Lizzie Bordello e as Piratas do Espaço e integrante do coletivo de quadrinhos CBGiBi, além de trabalhar com editoras como a Panini e a Jambô.
  • Milena Azevedo, roteirista de histórias em quadrinhos, cinema e games, presta curadoria para eventos de cultura pop.
  • Roberta Araújo, estudante de história da arte, criadora e administradora da página Mulheres Nos Quadrinhos, organizadora dos livros MNQ e roteirista do coletivo Capa Comics.

O Social Comics é uma plataforma de streaming de quadrinhos com diversas obras disponíveis para leitura digital. Para conhecer mais, acesse o site oficial.

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Henrique Valle

    De onde veio esse nome, Pagu Comics?

    • Pagu era uma escritora, desenhista, jornalista, etc e etc.

    • lovelove6

      Patrícia Galvão, conhecida como Pagu, foi militante comunista, escritora, jornalista, entre outras ocupações, e é conhecida também como a “musa do modernismo”. Ela foi autora da série de tirinhas “Malakabeça Fanika e Kabeluda”.

  • Parabéns a todas no projeto. Sucesso garantido.

  • Leonardo Marques

    Meu amigo e eu temos algumas idéias e estamos projetando um arco de HQ, é possível entrar no mercado por alguma editora?