Stan Lee fala sobre intimidades do Coisa

Por Marcus Ramone
Data: 14 março, 2011

Stan Lee

O veterano quadrinhista Stan Lee permanece afiado não apenas para, aos 88 anos de idade, continuar escrevendo roteiros de quadrinhos.

Em uma entrevista concedida à revista Vanity Fair e publicada no
último dia 10 de março, “The Man” – como é chamado pelos
fãs – respondeu de forma cínica e engraçada a várias perguntas igualmente
divertidas.

No bate-papo descontraído, o jornalista Eric Spitznagel – que se diz desapontado por não ouvir o roteirista exclamar o bordão “Excelsior!”, em vez de “Alô!”, quando atendeu seu telefonema para a entrevista -, extraiu muitas revelações de Stan Lee.

Dentre outras afirmações, o artista diz achar agradável e reconfortante o cheiro
dos gibis e que sua esposa não gosta de quadrinhos e nunca leu suas revistas.

E mais: ele só escreve quando alguém o contrata para isso; não guardou nenhum exemplar das (hoje valiosas) edições de estreia dos personagens que criou; e, acima de tudo, não pretende morrer.

Um dos melhores momentos da entrevista é a conversa sobre o filme Barrados no Shopping (Mallrats, no original), escrito e dirigido por Kevin Smith, em que o personagem Brodie Bruce pergunta a Stan Lee – interpretando a si mesmo – se a genitália do Coisa é feita de pedra cor laranja, como o resto do corpo.

No filme, o criador do “sobrinho preferido da Tia Petúnia” não respondeu a pergunta, dizendo que isso é um segredo do super-herói, mas Eric Spitznagel o instigou a esclarecer definitivamente a dúvida que, pelo menos uma vez na vida, acometeu algum fã de quadrinhos, segundo as palavras do entrevistador.

“O senso comum diria que (‘aquilo’) também é feito de pedra cor laranja, mas sempre achei mais interessante pensar sobre Reed Richards. Como você sabe, ele tem a capacidade de se esticar e, sexualmente falando, isso parece ser um grande trunfo”.

Clique aqui e confira a entrevista na íntegra (em inglês).

Coisa

 

• Outros artigos escritos por

.

.

.