Suicidas e outros lançamentos do selo Vertigo, da Panini

Por Marcelo Naranjo
Data: 11 abril, 2017

Confira os próximos lançamentos do selo Vertigo, da Panini Comics.

Suicidas – Volume 1 (formato 17 x 26 cm, 160 páginas, R$ 24,90) tem roteiro e arte de Lee Bermejo.

Apenas os mais fortes e selvagens sobreviveram quando o Grande Terremoto atingiu a Cidade dos Anjos. Um muro foi erguido para proteger a cidade que ressuscitou dos escombros e viu surgir uma nova e letal indústria de entretenimento. Enquanto a massa de pobres, sujos e indesejados se debate para sobreviver do lado de fora da muralha, os Suicidas – gladiadores biomecanicamente aprimorados – se tornam deuses de um novo Coliseu. O maior deles é o Santo.

Em entrevistas, ele fala da necessidade de limpar New Angeles dos indignos, e é exatamente o que faz na arena. Pouco se sabe desse gigante mascarado, e o mistério deixa seus fãs sedentos por mais. Mas ele tem seus próprios segredos. Assim como a gigante corporação que banca seu estilo extravagante de vida e monitora todos os seus passos. Segredos sobre a jornalista encontrada morta em sua mansão. Segredos sobre o passado que poderiam abalar as fundações de New Angeles como nunca antes.

Já em Tom Strong – A terrível vida real de Tom Strong (formato 17 x 26 cm, 136 páginas, R$ 21,90), o herói, sua esposa Dhalua, sua filha Tesla, e seus parceiros Rei Salomão (o símio inteligente) e Pneuman (o servo mecânico), encaram uma série de desafios na base de Millennium City em mais uma coletânea com a participação de diversos roteiristas e artistas convidados.

A edição conta com a participação de Mark Schultz, Pasqual Ferry, Steve Aylett, Shawn McManus, Brian K. Vaughan, Peter Snejbjerg, Ed Brubaker e Duncan Fegredo.

Suicidas - Volume 1Tom Strong – A terrível vida real de Tom Strong

Monstro do Pântano – Raízes do Mal (formato 17 x 26 cm, 148 páginas, R$ 24,90) tem roteiro de Grant Morrison e Mark Millar, e arte de Phil Hester e Kim DeMulder.

Ele era a encarnação do reino vegetal do planeta Terra – o espírito de todos os brejos, charcos e pântanos. Tinha uma bela esposa, com quem concebeu uma filha, e o poder e a beleza da natureza para dar sentido à vida. Ele era o Monstro do Pântano. E estava feliz.

E então acordou. Sem nenhum tipo de aviso, o Dr. Alec Holland se encontra a  milhares quilômetros dos pântanos da Lousiana, local que acreditava ser seu lar. Ele agora tem uma vida da qual não lembra nada e recuperou o corpo humano que um dia acreditou ter perdido para sempre. O tempo como Monstro do Pântano não parece nada além de um sonho distante que se esvanece, um delírio, uma terrível alucinação. Mas o monstro que assola o bayou que ele deixou pra trás parece muito real. Assim como a bela mulher que o amava, o perigo que ela agora encara e a terrível vingança dos poderes que ele outrora serviu: os deuses dos campos e das florestas que formam o Parlamento das Árvores.

Para encontrar a verdadeira identidade e salvar aqueles que ama, Alec deve partir em uma jornada espiritual através de continentes, oceanos e dos bilhares de anos de segredos do próprio planeta.

DFP – Departamento de Polícia da Física Volume 3 (formato 17 x 26 cm, 148 páginas, R$ 23,90) tem roteiro de Simon Oliver e arte de Alberto Ponticelli.

“Prevenir e proteger a humanidade do impossível”. Em teoria, essa é a razão pela qual as pessoas se tornam agentes do Departamento de Polícia da Física. Mas o desmantelamento das leis que governam o Universo escancarou ao mundo que teoria e realidade são duas coisas muito diferentes. Para Cícero Deluca, o DPF foi uma alternativa para escapar do bullying eterno sofrido pelos nerds.

Para Adam Hardy, o DPF foi uma oportunidade de descobrir os segredos do pai – um cientista revolucionário que arruinou a carreira por revelar a verdade sobre suas descobertas. Proteger a humanidade não era a razão principal de nenhum dos dois.

Mas talvez os enormes tornados quânticos que assolam o planeta façam com que repensem suas prioridades. O universo está passando por grandes mudanças, e a menos que Adam e Cícero possam ajudar o DPF a encontrar a causa e revertê-la, não haverá muita humanidade para ser protegida.

Monstro do Pântano – Raízes do MalDFP – Departamento de Polícia da Física Volume 3

• Outros artigos escritos por

.

  • Homem Simpson

    Muito bem, Panini, que tal avançar também no lançamento de PROVIDENCE, de um tal Alan Moore? A promessa foi feita há 1 ano e, até agora, nada de concreto foi feito. Encerrar o “lip service” e fazer acontecer é o que queremos de você.

    • Larrous

      Providence é o que mais espero e até agora nada.

    • Maximus, o Despachante

      Isso que esse tal Alan Moore ainda é um dos poucos autores que vende só por ter o nome na capa.

  • Marcello S. Nicola

    Legal, Panini, mas cadê o resto de ASTRO CITY??

    • Marcus Vinícius

      A Panini disse que Astro City entrou em “hiato”, ou seja, não vendeu o suficiente e sabe-se lá se um dia será retomado…

    • Humberto Vicente

      também quero

    • Dyel Dimmestri

      Faço coro a esta pergunta,acrescentando mais uma: e cadê o MIRACLEMAN do Neil Gaiman??

      • Pedro Ribeiro

        VERDADE!!!! cadê???? agiliza, panini!!!!!

    • Pedro Ribeiro

      kkkkk

  • Mauro

    Também tô esperando Providence.

  • Barcellos.matheus

    Quantos volumes são o Suicidas?

  • ( JF )

    E o restante de Promethea ? alguma novidade ?

    • Eduardo Asso

      N lembro se era no inicio do segundo semestre ou na CCXP deste ano.

      • ( JF )

        A informação que tenho é pelo hotsite da vertigo, que iram lançar esse ano ainda, mas a data correta ainda é desconhecida. Fazer oq…

  • Rafael Soares Duarte

    Tom Strong sem o Moore? Que droga…Vou acabar comprando pela curiosidade mórbida. Ah, sim, e todos esperamos Providence.

  • Diogo

    queria saber se vale a pena, vcs conhecem?

  • Adriano DeSouza

    Até entendo cancelar Astro City por baixas vendas, mas deixar uma história PELA METADE é um desrespeito com os leitores. Eles só deviam lançar a primeira parte se já estivesse decidido lançar a segunda. Que feio Panini!