Super-herói, lendas, humor e fantasia em campanhas de quadrinhos no Catarse

Por Samir Naliato
Data: 14 abril, 2020

Autores e editoras continuam usando o Catarse como uma plataforma para viabilizarem suas publicações de quadrinhos.

Quatro projeto de gêneros diferentes estão disponíveis no momento. Sabia mais sobre cada um deles, e clique nos respectivos links e imagens para acessar.

O Poderoso Maximus Premium (formato formato 15,5 x 22 cm, 144 páginas) – Projeto da nova Editora Universo Fantástico, com roteiro de Alan Yango (criador do personagem) e artes de Emmanuel Thomaz, Flávio Rodrigues, Carlos Paul e outros.

Maximus é o alter ego de Max Marins, um professor de literatura brasileira na fictícia Universidade Dalcídio Jurandir. Ganhou seus poderes através de um artefato misterioso chamado Medalhão do Sol, que foi encontrado por seu irmão, quando o mesmo fazia um trabalho arqueológico na Amazônia. Dentre os poderes do herói , estão a capacidade de voo, invulnerabilidade, força sobre-humana e rajadas energéticas manuais.

Na maioria das vezes, o herói não enfrenta vilões que desejam destruir ou conquistar o mundo, mas sim grandes dificuldades do nosso cotidiano: prostituição, suicídio, pequenos furtos e roubos, menores abandonados, etc. E o professor Max precisa conciliar sua vida profissional e pessoal com a carreira heroica, que muitas vezes o faz perder oportunidades de romances e deixa seu trabalho na Universidade por um fio. O que um ser com poderes de um Deus pode fazer contra as mazelas de uma Belém cheia de problemas?

Clique aqui para mais detalhes, opções de planos, recompensas disponíveis e apoiar.

O Poderoso Maximus Premium

Cara-Unicórnio – Volume 2 (formato 15 x 21 cm, 192 páginas) – Roteiro e arte de Adri A.

Um jovem é picado por um inseto, desenvolve novas habilidades, passa por um processo de redescoberta e assume a responsabilidade de zelar por sua vizinhança. A sinopse é comum e já faz parte do imaginário dos fãs da cultura pop, mas o quadrinista gaúcho reinventou essa narrativa com, Cara-Unicórnio. O protagonista, metade homem e metade unicórnio, chega em uma nova publicação.

O primeiro volume da saga Cara-Unicórnio foi lançado em 2018. Neste segundo volume, são apresentados  novos personagens, como seu ajudante mirim, e novas aventuras. Também aprofunda os leitores sobre o passado e as relações do divertido protagonista. Ainda assim, o  novo livro mantém a principal proposta da série: tratar de diversidade e promover representatividade com protagonistas LGBTQIA+.

A edição traz os capítulos cinco a oito, dando continuidade à narrativa apresentada na publicação de estreia (que pode ser adquirido nos planos de apoio). Nos extras, esboços, estudos de personagens e textos sobre o processo de criação.

Clique aqui para mais detalhes, opções de planos, recompensas disponíveis e apoiar.

Cara-Unicórnio - Volume 2

O menino que não sabia voar – Parte 2 (formato 15 x 21 cm, 96 páginas) – Roteiro e arte de Yuri Amaral.

Em um mundo distante do nosso, existe um vale cercado pelas Mães do Universo, montanhas imensas que protegem um grande segredo: seus habitantes voam. Lá, vive um garotinho, Kai Thuri, que é, misteriosamente, a única pessoa que não pode voar.

O volume anterior pode ser lido gratuitamente aqui.

Clique aqui para mais detalhes da campanha, opções de planos, recompensas disponíveis e apoiar.

O menino que não sabia voar - Parte 2

Lendas de Paranapiacaba – Origens (formato 16 x 21 cm, 124 páginas) – Roteiro e arte de Älexandre Línce, com cores de Lara Melo.

Paranapiacaba, em tupi, significa “lugar de onde se vê o mar”. Distrito do município de Santo André, no meio da Serra do Mar. Tombada como patrimônio, o lugar ainda preserva diversas características de seu passado, ligado à SPR (Constelação São Paulo Railway), a estrada de ferro construída pelo Barão de Mauá em meados do Século 19 a fim de promover o rápido escoamento do café paulista e para o abastecimento dos mercados estrangeiros.

Histórias de fantasmas se proliferam no clima turístico de Paranapiacaba. Os engenheiros ingleses que viveram na vila testemunharam fenômenos estranhos, que deram origem a histórias assombradas e com isso nasceram as lendas, sob a mais densa neblina que cobre misteriosamente Paranapiacaba. Estas histórias que se acumularam com o tempo começaram a atrair ainda mais os turistas.

A campanha conta uma uma revista em quadrinhos e um livro.

Clique aqui para mais detalhes da campanha, opções de planos, recompensas disponíveis e apoiar.

Lendas de Paranapiacaba - Origens

• Outros artigos escritos por

.

.

.