Superman, Jinxworld e outros trabalhos de Brian Bendis

Por Sérgio Codespoti
Data: 20 junho, 2018

Brian Bendis iniciou seu trabalho na DC Comics com Action Comics # 1000, com uma história de dez páginas ilustrada por Jim Lee.

Ele também é o roteirista da minissérie semanal Man of Steel (Homem de Aço), que já está na quarta edição. Após a sexta edição, no próximo mês de julho, quando a minissérie terminar, ele assumirá os títulos Superman # 1, com desenho de Ivan reis, e Action Comics # 1001, com lápis de Pat Gleason.

Man of Steel tem uma série de capas interconectadas, com arte dos brasileiros Ivan Reis e Joe Prado, dupla que também desenhou Man of Steel # 1. Essa minissérie revisita os últimos dias de Krypton e o caminho que levou Superman a se tornar um herói icônico.

Outra novidade é a estreia do vilão Rogol Zaar.

Essa minissérie ainda conta com a arte de Evan “Doc” Shaner, Ryan Sook, Kevin Maguire, Adam Hughes e Jason Fabok

Bendis explicou em várias entrevistas que Superman será mais uma revista de ação e que Action Comics será mais centrada no personagem, mostrando o dia a dia de Clak Kent e sua carreira no planeta diário.

Não é difícil fazer um paralelo com o trabalho de John Byrne, na década de 1980, que reformulou o Superman, apos a Crise, recontando sua origem na minissérie Homem de Aço, e que também revisitou a história do planeta natal do Superman em O Mundo de Krypton.

Aliás, não dá para esquecer do slogan “Bendis is Coming!” (Bendis está chegando!), o mesmo que foi usado quando Jack Kirby migrou da Marvel para a DC Comics, na década de 1970.

Bendis não é um sujeito que gosta de ficar parado e também migrou seus títulos independentes para a DC Comics, no selo autoral Jinxworld. Séries como Jinx, Torso, Powers, A.K.A. Goldfish, Scarlet, Brilliant, Fire, Fortune & Glory e Total Sellout estarão disponíveis no catálogo digital da editora.

Powers e United States of Murder Inc., de Bendis, Michael Avon Oeming e Taki Soma terão novas histórias publicadas. O mesmo deverá ocorrer com Scarlet, de Bendis e Alex Maleev.

Dois novos títulos do selo Jinxworld são: Pearl, de Bendis e Michael Gaydos; e Cover, de Bendis e David Mack.

Cover mostra um agente de contraespionagem que descobre que ser um desenhista de quadrinhos é um bom disfarce operacional, e tanto mostrará aventuras do mundo da espionagem, quanto será uma ode à arte de fazer HQs.

E para encerrar, Bendis terá um selo de personagens da DC sob sua curadoria, nos moldes do que foi feito com Young Animal, sob o comando de Gerard Way.

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • marcelo miranda

    Apesar de gostar do Bendis no geral, acho um exagero esse poder todo que ele assume desde a Marvel. Essa ida dele pra DC, cuja consequência mais nefasta é o cancelamento de todos os títulos paralelos da linha Super, está cada dia mais um mastodonte da indústria.

  • Virgilio Migliavacca

    “Bendis explicou em várias entrevistas que Superman será mais uma revista de ação e que Action Comics será mais centrada no personagem, mostrando o dia a dia de Clak Kent e sua carreira no planeta diário.”

    Não era mais fácil a revista de ação ser a ACTION Comics? rsrsrs

    • codespoti

      Pensei o mesmo.

    • Sr. M.M. Filho

      Verdade. Afinal Action Comics= Quadrinhos de Ação, literalmente.

  • Felipe Lima

    Rogol Zaar soa quase como Vou Gozar.

  • Moroni Machado

    Será que teremos, torso, scarlet jinx finalmente no Brasil?

  • Sr. M.M. Filho

    É uma pena o cancelamento da revista com as histórias da Família Super-Homem… as histórias eram legais e mostravam uma outra ótica narrativa sobre o Super. Acho que ninguém aguenta mais histórias de origem sendo recontada. Para mim, a única que vale e a melhor de todas é a que foi apresentada pelo mestre John Byrne na reformulação do personagem após Crise. O resto foi só golpe comercial, não acrescenta em nada na mitologia do kryptoniano.