Tesouros Disney, novo lançamento da Editora Abril, traz histórias inéditas

Por Samir Naliato
Data: 2 fevereiro, 2017

Os especiais de capa dura da Editora Abril com os personagens da Disney continuam a todo vapor em 2017. E o primeiro lançamento é Tesouros Disney (formato 16,2 x 23,6, 384 páginas, capa dura, R$ 69,90), que já está à venda na Amazon Brasil, com desconto de 24%.

O diferencial desta edição é que, ao contrário dos anteriores que republicam consagradas histórias anteriormente lançadas em outros formatos, ela apresenta somente material inédito.

Este baú traz aventuras produzidos originalmente nas décadas 1950 e 1960, e jamais publicadas no Brasil. Traz também O Monarca de Medioka, uma raridade portentosa que completa agora 80 anos de sua primeira impressão.

Tesouros Disney

• Outros artigos escritos por

.

  • Toni Rodrigues

    Desculpe Samir, mas se as histórias foram produzidas entre 1950 e 1960, como o Monarca de Medioka pode estar completando 80 anos? A historia teria que ser de 1937.

    • Samir Naliato

      Essa história foi publicada originalmente em 1937 e depois teve um ramke em 1950. A sinopse da Abril não deixou explícito, mas acredito que a versão que consta na edição é o remake.

      • Toni Rodrigues

        Assim faz sentido. Se fosse uma edição de colecionador mesmo, deviam inclusive publicar as duas. Obrigado pela resposta. Abraços.

  • É disney marmajo.

  • Tiago Essashika

    A importância do encadernado é puramente histórico. As historias datam uma época em que todos os quadrinhos eram assim, bobos e inocentes. Eu comprei puramente pela importância histórica e não me arrepende nem um pouco. Reclamar de Tesouros Disney é igual reclamar que Super Herois da era de ouro eram bobos ou que as historias Pulps eram fantasiosas. É o reflexo de uma era e, por isso, valiosíssimas. Aplaudo a Abril pela edição e pelos textos de apoio.

    • 0-Drix

      Discordo quanto a se tratar de uma época em que TODOS os quadrinhso eram bobos e inocentes! ! Há inúmeras HQs Disney da mesma época (e até anterior) que possuem uma qualidade narrativa muito superior e que não ficaram datadas! E por isso são clássicas! Taí a coleção do Carl Barks que não me deixa mentir. De qualquer forma, vai de cada um comprar esta coletânea de refugos. É claro que o recurso discurso que apela para a noção de ‘edição histórica de colecionador’ se tornou uma estratégia de legitimação bastante forte.

  • Victor Vitório

    O argumento é q a imagem é inédita como capa – além de ilustrar um tesouro, claro. Suponho q quem sabe reconhecer q a pintura é de Barks também sabe conferir a relação das histórias na quarta-capa e decidir se gosta do tipo de material ou não. Para mim, é passável, já tenho O Monarca de Medioka, q é a única de interesse aí.

    Parece ser um encadernado bem aleatório, salada de histórias tão esquecível quanto um Disney Big qualquer.

  • Victor Vitório

    É a sina do leitor de HQ: ficar decepcionado porque o lançamento não corresponde à expectativa e, ao mesmo tempo, contente porque serão R$ 70 a menos nos gastos deste mês.

  • Diego Berlezi Ramos

    Alguém sabe se a Abril relançará os livros “Uma História Por Dia”? Penso que seria uma boa hora para fazer isso. Tenho lido eles para o meu filho de quatro anos e ele adora.