The Boys: oitavo volume da Devir destaca Hughie e sua volta para casa

Por Samir Naliato
Data: 19 abril, 2019

Em maio, a Devir lançará The Boys – Volume 8 – O rapaz escocês (formato 16,2 x 23,8 cm, 152 páginas, capa cartonada, R$ 60,00), novo encadernado com personagens criados por Garth Ennis e Darick Robertson.

A edição já esta à venda na Amazon Brasil, e conta com roteiro de Ennis e arte de John McCrea e Keith Burns.

Num mundo em que heróis uniformizados cortam os céus e vigilantes mascarados espreitam à noite, alguém tem de cuidar para que esses “supers” não saiam da linha. E é o que acontece mesmo. Billy Carniceiro, Hughie Mijão, Leite Materno, O Francês e A Fêmea são The Boys: uma equipe da CIA formada por pessoas muito perigosas, cada uma delas dedicada à luta contra a força mais mortífera da Terra… os superpoderes.

Alguns super-heróis precisam ser vigiados. Alguns devem ser controlados. E outros, às vezes, têm de ser tirados de cena. É aí que você chama The Boys.

Abalado por causa de acontecimentos catastróficos em Nova York, Hughie volta para sua casa em Auchterladle, a quase idílica cidade costeira escocesa onde foi criado. Ele só quer um tempo junto da família e dos amigos para colocar as ideias em ordem após dois anos de caos inimaginável. Mas a sorte do nosso herói nunca foi seu forte, e o ambiente familiar que ele tanto deseja não é mais o mesmo, seus velhos amigos parecem muito diferentes, alguns forasteiros na cidade não têm as melhores das intenções e uma figura do passado recente de Hughie ressurge para resolver assuntos pendentes.

Sempre é possível voltar para casa outra vez… mas, se isso é recomendável ou não, aí já é outra história…

Este encadernado reúne a minissérie The Boys – Highland Laddie # 1 a # 6.

The Boys - Volume 8 - O rapaz escocês

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Mercenario .

    Uma pena que a Devir pegou “The Boys”

    Ja faz quase DEZ ANOS e a Devir ainda não concluiu… e ainda põe num formatinho 16,2 x 23,8 …

    Se tivesse na mão da Panini, ja tinham concluído e com encadernado capa dura estilo PREACHER… era isso que The Boys merecia.

    • Raphael Pinheiro

      Me permita discordar. A Panini não para de lançar mangás no mercado, de forma bimestral, alguns extremamente segmentados e cuja distribuição é problemática, onde é difícil achar edições após esgotarem. Além disso, comete reajustes em outros que já estavam em andamento – Lobo Solitário ainda não chegou nem na metade e está custando quase 30 reais a edição! Duvido que o público consumidor tenha interesse ou até mesmo recursos para comprar tudo que a Panini lança no mercado.

      Dessa forma, prefiro os lançamentos espaçados, porém melhor calculados, da Devir. E não tenho nada a reclamar do material e formato utilizado, mesmo que considere 60 reais acima do preço de todos os outros volumes da série. A vantagem é poder economizar alguns meses antes de desembolsar novamente.

      • Mercenario .

        “economizar alguns meses” ?

        Vc quis dizer “economizar alguns ANOS” né ?

        Vai fazer UMA DÉCADA, cara !!!

        http://www.universohq.com/reviews/the-boys-o-nome-do-jogo/

        60 reais é uma mixaria, eu pagaria muito mais pra ter uma edição capa dura e completa ao estilo PREACHER(da Panini) na minha estante.

        • Raphael Pinheiro

          Bom, meu orçamento certamente sofre com esses preços. Não gostaria de pagar muito acima disso não, porque acho que capa dura não agrega tanto assim.

          No mais, lembro bem de quando a Via Lettera republicou Watchmen e eu já estava há alguns anos chorando sangue porque tinha perdido o timing da última vez em que a publicação havia chegado ao Brasil. Eu poderia ter tido a infelicidade do seu amigo e falecido antes disso acontecer, não respondo pelo amanhã. Hoje, com o mercado de colecionáveis “consolidado” (aspas porque a crise econômica é severa e não permite manter grandes coleções à maioria da população) é mais fácil conseguir vários títulos que antes eram impensáveis.

          É verdade que faz muito tempo que The Boys apareceu no Brasil pela primeira vez. Mas do quarto volume para cá, o ritmo tem sido relativamente constante de publicação. Se você tem tanta pressa, e dinheiro para pagar edições de capa dura, creio que ir atrás dos originais pode ser uma opção. Para mim infelizmente não rola.

          No mais, você tá um pouco nervoso. Calma, toma um suco de maracujá.

  • Mercenario .

    Eu tenho um conhecido que comprou a primeira edição de “The Boys” da Devir… ele formou em Medicina, casou, teve filho…ele ATÉ JÁ MORREU… e pior… sem saber como foi o desfecho da série.

    Moral da história: Devir nunca mais !

  • Luiz Oliveira

    E, certamente a Panini não cobraria R$60,00 por uma edição com 152 páginas com capa cartão.

  • Raphael Pinheiro

    Caraca, 60 reais? Nenhum dos volumes anteriores custou esse preço, e olha que Os Inocentes foi o maior deles…

    • Musashi Xocado

      Nem parece que conhece a Devir…