Tianinha completa 100 histórias

Por Sidney Gusman
Data: 21 novembro, 2008

TianinhaExceto
pela Turma da Mônica, é raro uma HQ nacional permanecer em bancas
durante oito anos ininterruptos – seja em publicação própria, seja como
seção de outra revista. Tianinha, ainda bem, é uma exceção.

A loira tarada criada pelo desenhista Laudo chega em novembro à sua centésima HQ publicada na revista masculina Total (R$ 1,99), da Editora Rickdan, que também comemora 100 edições.

Durante todos esses anos, mesmo quando passou por reformulações, a Total manteve Sacanagens da Tianinha. De acordo com Laudo, a intenção da editora depois de um ano de publicação era cortar os quadrinhos, mas devido ao ótimo retorno dos leitores, a série permaneceu e se consolidou com o passar do tempo.

As histórias de Tianinha nesse período já foram desenhadas por artistas conhecidos dos quadrinhos nacionais, como Mozart Couto, Eugênio Colonnese, Emir Ribeiro, Seabra, Daniel Brandão e outros.

Na história que sai na Total # 100, Laudo conclui o arco que iniciou no começo de 2008, com uma brincadeira com os leitores: Tianinha sofre um acidente junto com sua irmã e troca de personalidade com ela, passando a ser “mais comportada”, pregando contra a imoralidade e pornografia e dirigindo a ONG Mulheres decentes – tudo que sua maninha fazia.

Laudo revela que a redação chegou a receber e-mails de leitores bravos com a nova postura da personagem. Nessa conclusão, Tianinha e sua irmã Jordana são levadas a um pseudo-xamã para curá-las.

Atualmente, a personagem tem uma segunda série – Tianinha Ilimitada – publicada na revista Sexy Premium. O mote é o mesmo: mostrar as peripécias sexuais da loira.

As duas séries da Tianinha têm roteiro e desenhos de Laudo e arte-final e cor de Omar Viñole e são recomendadas para maiores de 18 anos.

• Outros artigos escritos por

.

.

.