Turma da Mônica Jovem entre os mais vendidos em livrarias

Por Zé Oliboni
Data: 20 outubro, 2008

Turma da Mônica JovemNo
último domingo, fez cinco semanas que a revista Turma
da Mônica Jovem #1
figura na lista de livros de ficção
mais vendidos do jornal O Estado de S.Paulo. A lista
é levantada por meio de dados fornecidos por grandes livrarias de São
Paulo (mais de 80 lojas) e é publicada aos domingos no Caderno 2/Cultura.

Nesta semana, a revista ocupa a sexta posição e, na semana
passada, a versão adolescente dos personagens de Mauricio de Sousa ficou
com impressionantes dois lugares na lista, o sexto para a edição
#2
e o nono para a revista de estréia.

Esse é um fato importante, pois são raras as vezes em que histórias em
quadrinhos entram em listas nacionais de mais vendidos dos grandes veículos
impressos como Folha de S.Paulo, O Estado de
S.Paulo
, O Globo (que na semana passada listou na categoria
infantil as edições #1 e #2 de Turma da Mônica Jovem, respectivamente
em terceiro e primeiro lugares), Veja etc. Quando os quadrinhos
aparecem, são casos como os livros da argentina Maitena ou, em listas
mais alternativas, livros como Calvin, 300 de Esparta, algum
Sandman, entre outros medalhões.

Mas esses são materiais projetados desde o nascimento para serem best-sellers.
Eles têm todo um trabalho comercial diferenciado para atingir as livrarias
e se destacarem nelas. Já Turma da Mônica Jovem é um material de
banca, com um perfil diferente. Uma revista como esta aparecer na lista
é um sinal de que as coisas estão mudando. O ponto de venda,
o perfil do leitor e até a mentalidade de quem faz as listas.

Apesar de tudo, cabe uma ressalva para o jornal O Estado de São Paulo,
que tem publicado a lista com um erro de grafia no sobrenome de Mauricio
de Sousa. Todas as semanas o nome do artista vem sendo grafado com “z”.
E, vale lembrar, a lista está no mesmo caderno que publica as tiras
diárias dos estúdios do artista.

• Outros artigos escritos por

.

.

.