Último volume da trilogia de Nemo em pré-venda

Por Marcelo Naranjo
Data: 11 março, 2019

Com Nemo – Rio de Espíritos (formato 20,5 x 27,5 cm, 64 páginas, capa dura, R$ 58,00) Alan Moore e Kevin O’Neil conduzem a trilogia de Nemo até uma conclusão memorável nas águas revoltas de um rio de espíritos, neste lançamento da Devir Editora, que está em pré-venda na Amazon Brasil.

Num mundo onde todas as ficções já escritas se encaixam num rico mosaico, o ano é 1975. Janni Dakkar, rainha pirata da Ilha Lincoln e líder da lendária família Nemo, está com 80 anos e começa a demonstrar um tênue apego à realidade. Perseguindo as sombras de seu passado – ou da sua imaginação – ela embarca naquela que pode ser sua derradeira viagem pela vastidão da Amazônia, uma última tentativa para dar um repouso aos espectros encharcados de sangue da velhice.

Com adversários e aliados novos e velhos, o leitor acompanha o envelhecimento de uma predadora em sua jornada obcecada através do cenário cultural de um estranho novo continente, das ruínas da cidade de Yu-Atlanchi ao fabuloso platô da terra de Maple White. Enquanto os fi os de sua narrativa sombria se conectam numa teia inescapável, a Capitã Nemo comanda o Nautilus numa empreitada desesperada atrás de horrores que todos imaginavam estar mortos há décadas.

Nemo - Rio de Espíritos

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • ninguém

    Aguardando o volume integral a partir de agora.

  • FINASTERIDO

    Este spin-off nada acrescenta à série original. A rigor, apenas os dois volumes iniciais da Liga, e talvez o Dossiê, merecem um lugar na estante. Nem tudo que reluz é ouro, nem tudo que Moore faz é extraordinário (com trocadilho, mesmo). Janni Dakkar não é algo memorável, e sua saga, contada em volumes avulsos, é apenas mediana. Há o de sempre, muitas referencias a clássicos do cinema e literatura, várias que não dirão nada ao leitor adolescente, e o destaque feminino para a protagonista, algo também previsível. Dos tres volumes, apenas Rosas de Berlim tem algo que prende o leitor. Uma viagem no tempo no meio da história que realmente confunde e atrai.

    • Urich

      Pessoalmente achei os dois primeiros volumes divertidos pra c@ralho.