Uma fábula sobre paternidade e amadurecimento em A Terra dos Filhos

Por Marcelo Naranjo
Data: 3 maio, 2018

Em um cenário pós-apocalíptico rural e miserável, um pai tenta educar seus dois filhos à sua maneira. É uma pedagogia dura, sem qualquer traço de ternura, reduzida ao essencial: aprender a sobreviver. Um mundo hostil e perigoso, que exige meninos insensíveis, brutais e ferozes, sempre sob o comando daquele pai autoritário e agressivo.

Enquanto lutam para se manter vivos, os dois garotos cultivam uma mesma obsessão: descobrir o que o pai registra em seu diário. Eles não sabem ler, nem escrever, mas acreditam que aquele caderno pode trazer algumas respostas para sobre árida realidade em que vivem. Quando uma tragédia os lança ao mundo, eles saem em busca de alguém que possa desvendar os segredos do diário.

A graphic novel A Terra dos Filhos (formato 28 x 21 cm, 288 páginas, R$ 99,90) é de autoria do italiano Gipi. Nascido em Pisa, em 1962, ele já publicou mais de dez livros e recebeu diversos prêmios, inclusive o Angoulême e o Goscinny, em 2006.

O título é um lançamento da editora Veneta e está em pré-venda na Amazon Brasil.

A Terra dos Filhos

 

• Outros artigos escritos por

.

.

.