Vertigo anuncia novos títulos para comemorar seus 25 anos

Por Samir Naliato
Data: 18 junho, 2018

A DC Entertainment revelou novidades envolvendo o selo Vertigo, que em 2018 completa seus 25° aniversário, envolvendo novos títulos e também um novo logo.

As comemorações começaram em março, com o anúncio de The Santman Universe, uma linha de quadrinhos focadas no universo de Sandman, criado por Neil Gaiman (saiba mais aqui).

Agora, mais sete títulos e suas respectivas equipes criativas foram reveladas, incluindo autores com diferentes formações, como nas áreas de games, televisão e romances. O objetivo é apresentar materiais modernos, socialmente relevantes e com conceitos ousados e inventivos. A nova fase da Vertigo ficará sob o comando do editor Mark Doyle.

Confira:

Border Town, com texto de Eric M. Esquivel e arte de Ramon Villalobos. Quando uma fenda entre mundos liberta um exército de monstros do folclore mexicano em uma pequena cidade do Arizona, os moradores culpam Deus pelas esquisitices que acontecem. Tensões raciais carregadas pelo sobrenatural, caberá ao jovem Frank Dominguez e uma equipe de desajustados descobrirem o que realmente está acontecendo. Lançamento em setembro.

Hex Wives, com texto de Ben Blacker e arte de Mirka Andolfo. Uma malévola conspiração de homens faz lavagem cerebral em um grupo de bruxas para elas se tornarem donas de casa suburbanas e subservientes. Mas é apenas questão de tempo até elas lembrarem de seus poderes. Lançamento em outubro.

Border TownHex Wives

American Carnage, com texto de Bryan Hill e arte de Leandro Fernandez. O desacreditado agente do FBI Richard Wright Se infiltra em um grupo de supremacistas brancos, suspeitos pelo assassinato de um amigo de trabalho. Lançamento em novembro.

Goddess Mode, com textos de Zoë Quinn e arte de Robbi Rodriguez. Em um futuro próximo, em que todas as necessidades da humanidade são administradas por uma inteligência artificial, é trabalho de uma mulher fazer o suporte técnico da máquina. Mas quando Cassandra se encontra arrastada violentamente para um misterioso e mortal mundo digital, ela descobre um grupo de mulheres superpoderosas e monstros que travam uma guerra secreta para os códigos da realidade. Lançamento em dezembro.

American CarnageGoddess Mode

High Level, com textos de Rob Sheridan e arte de Bernaby Bagenda. Centenas de anos após o mundo acabar e os humanos reconstruírem a sociedade a partir do zero, uma contrabandista com uma recompensa pela sua cabeça é forçada a atravessar um novo continente de perigos e mistérios para entregar um bebê que é considerado o novo messias para High Level, uma cidade mítica no topo do mundo, de onde ninguém jamais retornou. Lançamento em 2019.

Safe Sex, com texto de Tina Horn e arte de Mike Dowling. Uma ficção científica distópica sobre um grupo de profissionais do sexo que lutam pela liberdade de se amar em um mundo onde os prazeres sexuais são monitorados, regulamentados e policiados pelo governo. Lançamento em 2019.

Second Coming, com textos de Mark Russell e arte de Richard Pace. Deus enviou Jesus para a Terra na esperança de que ele aprenda algumas coisas de Sun-Man, um poderoso super-herói. Mas, neste retorno ao mundo, Cristo fica horrorizado ao descobrir o que as pessoas fizeram com seus ensinamentos e promete corrigir os problemas. Lançamento em 2019.

High LevelSafe Sex

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • santos

    A Image é a nova Vertigo já há alguns anos…

  • Alexandre Pinto Harich

    Bom a vertigo sempre foi atrevida, numa leva dessas pode surgir uma grande série, basta darem liberdade para os autores.
    Mas que da medo de ser um mimimimimi dá.

  • Felipe Lima

    Realmente, “Vertigo Lacradora”. R.I.P.

  • MARCIO FREITAS CAMILLO

    A Vertigo é muito burra por não reaproveitar um personagem clássico desbravador homem da fronteira. O já esquecido… Tomahawk.

    • Stephan

      Ou então o Escalpador(o do Velho Oeste)…

      • MARCIO FREITAS CAMILLO

        Verdade. Muito bom também.

  • Marcelo Saggion

    Não achei UMA premissa promissora, impressionante que com uma lista de 7 títulos eu não fiquei com vontade de ler nada! A não ser que eu esqueça a resenha e vá apenas pelas capas, que se salvariam umas 3!

    • Alessandro Abrahao

      Achei o mesmo. Fora a velha e barata tentativa de chocar e causar polêmica através da banalização de tabus religiosos.

  • Super do BdE

    Pessoal reclamando, não só aqui no Universo HQ, sobre a “pobreza” das premissas desses gibis. Bem você tem que lembrar uma coisa, A Vertigo não é mais exceção. A idéia de gibis que contem histórias “fora da caixa”, com premissas que não sejam de super-heróis, já foi absorvida pelo mercado. Temos diversas outras editoras focando no leitor adulto. Então,para atrair antigos e novos leitores, ela vai ter que se reinventar. Se não, para quê a existência da própria Vertigo se não for oferecer ao leitor o que ele não encontra nas outras editoras?

  • Rainbow Sheep

    Me interessei pelo Goddess Mode, High Level, Safe Sex e Second Coming. Goddess Mode a arte da capa já não me agradou muito. High Level me parece ser promissor. Safe Sex tenho medo de acabar sendo maçante. E Second Comig promete ser engraçado demais

  • American Carnage parece ser um Escalpo, só que com negros. Parece interessante. Mas o que mais me interessou foi Second Coming.

  • Lucas Casagrande

    Gostei bastante da premissa de muitas

    American Carnage, Second Coming e High Level são as que mais achei interessante

    Acredito q vem coisa boa por ai