Will Eisner – Profissão Cartunista será lançado nos Estados Unidos

Por Sidney Gusman
Data: 25 novembro, 2008

Will Eisner - Profissão CartunistaO
excelente documentário Will Eisner – Profissão Cartunista, da cineasta
Marisa Furtado, enfim chegará ao mercado norte-americano, pela Image
Entertainment
. O filme, que foi exibido pela primeira vez na TV
Senac
, em 1999, está em pré-venda em sites como o Amazon e
chegará às lojas em 16 de dezembro. A idéia é aproveitar o impacto da
estréia da adaptação The Spirit nos cinemas.

O DVD, que é dividido em três capítulos, reconta toda a trajetória de
Will Eisner, um dos maiores gênios da indústria dos quadrinhos em todos
os tempos. Além de depoimentos do autor e de sua esposa Ann, há pequenas
animações com cenas de suas HQs e declarações de criadores como Art Spiegelman,
Bill Sienkiewicz, Jerry Robinson, François Shuiten, Denis Kitchen, Angeli,
Mauricio de Sousa, Guazzelli, Lailson Cavalcanti, Ota, Ziraldo e Jano.

Will Eisner - Profissão CartunistaAté
hoje, o documentário foi exibido em TVs a cabo de 35 países. Curiosamente,
a única vez que chegou aos Estados Unidos – a terra natal de Eisner –
foi em 2005, quando a Comic-Con de San Diego, o maior festival
de HQs do país, prestou uma homenagem ao autor, que falecera naquele ano.

Segundo declarou à jornalista Monique Cardoso, do Jornal do Brasil,
Marisa Furtado teve que lutar muito para que Will Eisner: Profession
Cartoonist
chegasse ao mercado norte-americano. Primeiro, porque produtos
audiovisuais estrangeiros não são bem recebidos por lá; e também porque
um documentário local passou a ser produzido após a morte do autor.

Will Eisner  e SpiritPara
vencer a queda de braço, Marisa teve que fazer várias mudanças no projeto
original – uma delas foi ter sua voz substituída pela da cantora Kate
Lyra na locução. “Tudo isso me custou dois anos de trabalho e muito dinheiro,
mas estou imensamente feliz. Incluí coisas que deixaram o filme ainda
mais brasileiro, como novas músicas. Apesar das concessões, as referências
estão todas lá”, declarou a cineasta ao Jornal do Brasil.

Marisa Furtado conheceu Will Eisner em 1991, durante a 1ª Bienal de
Quadrinhos do Rio de Janeiro
. Desde então, tornou-se amiga do velho
mestre dos quadrinhos e da esposa dele, Ann. A idéia de produzir o documentário
surgiu em 1997, durante a comemoração do 80º aniversário do autor, no
International Museum of Cartoon Art, em Boca Raton. Dois anos depois,
o filme era lançado no Brasil.

Will Eisner - Documentário, EUA - EncarteWill Eisner - Documentário, EUA - EncarteExposição no Rio de Janeiro - Cenário "O Edifício"Will Eisner na exposição em sua homenagem no Rio de Janeiro

• Outros artigos escritos por

.

.

.