Zarabatana lança Erzsébet, do quadrinhista português Nunsky

Por Marcelo Naranjo
Data: 21 março, 2017

Erzsébet Báthory, a infame condessa húngara contemporânea de Shakespeare, ao contrário deste, encarnou como poucos o lado negro e animalesco do ser humano.

Atribuem a Erzsébet centenas de crimes inomináveis – e por isso ficou conhecida como Tigresa de Csejthe e Condessa Sanguinária – que a colocaram no mesmo lendário patamar de Gilles de Rais e Vlad, o Empalador. Por detrás de seu rosto pálido, de olhar impassível e melancólico, ocultava-se o próprio demônio Ördög.

Em Erzsébet (formato 16 x 23 cm, 144 páginas, R$ 40,00), o português Nunsky recria a vida sombria desta personagem misteriosa e assustadora. O álbum ganhou o prêmio de Melhor Desenho no Festival de BD de Amadora em 2015.

O título é um lançamento da Zarabatana Books e já está à venda.

 

• Outros artigos escritos por

.

  • Tony Fernandes

    Ótimas dicas. Valeu!

  • jdragon66

    A mulher foi tão má que até inspirou o nome da banda de metal Bathory, uma das pioneiras do black metal. haha

  • André Maria

    Recomendo a música Elizabeth da banda Ghost

  • Larrous

    Eu quero isso agora! Já separei a grana.