100 BALAS # 29

Por Luciano Guerson André
Data: 1 dezembro, 2004


Autores: Brian Azzarello (roteiro) e Eduardo Risso (desenhos).

Preço: R$ 7,90

Número de páginas: 24

Data de lançamento: Junho de 2004

Sinopse: As coisas se complicam para Wylie, que, na edição passada,
concordou em se passar pelo bandido chamado Hopper para participar de
um golpe. Agora, ele e o Doutor Dan terão que viajar para o México para
encontrar seu contato no submundo do contrabando de fronteira. Sua tarefa:
trazer uma misteriosa carga para os Estados Unidos. O que os dois não
desconfiam é que esta empreitada pode acabar se revelando mais perigosa
do que o previsto.

Para complicar mais as coisas, Bola Oito está a um passo de conhecer o
verdadeiro Hopper e descobrir toda a farsa. Shepherd e Dizzy continuam
na cola do rapaz. Com que propósito é um mistério ainda a ser decifrado.

Positivo/Negativo: Na segunda parte do arco Contrabandolero,
Azzarello aprofunda o mistério a respeito de Wylie Times. Seria ele um
dos Minutemen de Graves? Shepherd pretende recrutá-lo? Estas são apenas
algumas dúvidas levantadas pelo roteiro muito bem amarrado.

O autor soube criar um crescendo de suspense, aumentando gradativamente
a sensação de que o golpe no México inexoravelmente irá acabar mal. Ao
fim da edição, o leitor, com certeza, se encontrará em grande expectativa
pelo desfecho da trama, no número seguinte.

Na parte visual, Eduardo
Risso
mais uma vez apresenta um trabalho excelente. Destaca-se a perfeita
caracterização da favela mexicana, que em seus traços transpira sordidez,
miséria e violência, sem cair nos usuais estereótipos. Mérito, é claro,
do desenhista, que sendo latino-americano, argentino para ser mais exato,
tem as referências visuais para poder retratar tais ambientes com fidelidade.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.