ABERRAÇÕES – NO CORAÇÃO DA AMÉRICA

Por Adilson Thieghi
Data: 1 dezembro, 2007


Título: ABERRAÇÕES – NO CORAÇÃO DA AMÉRICA (Devir
Livraria
) – Edição especial

Autores: Steve Niles (roteiro) e Greg Ruth (desenhos).

Preço: R$38,50

Número de páginas: 152

Data de lançamento: Maio de 2006

Sinopse: Sob o céu castigado do interior dos Estados Unidos e nos corações feridos das famílias de uma cidadezinha rural, um terrível mistério tem sido guardado há muitos anos. O garoto Trevor precisa salvar seu irmão mais novo, Will, do medo insano das pessoas que não compreendem o trágico segredo que mantém suas famílias unidas.

Alguns chamariam Will de “aberração”, mas, para Trevor, ele é só mais uma criança presa numa realidade que não consegue entender.

Quando a situação vai de mal a pior, e seu pai ameaça se livrar de Will da maneira mais fácil, Trevor descobre que há outros como seu irmão no Vale de Gristlewood.

Agora, contra todas as diferenças e com nada além do amor incondicional por seu irmão no coração, Trevor fará de tudo para salvar Will e as outras crianças.

Positivo/Negativo: Após o lançamento da trilogia 30 Dias de Noite, a Devir brinda o leitor com mais um trabalho do excelente roteirista Steve Niles, vencedor do prêmio Eisner de Melhor Roteirista em 2005.

Aberrações – No Coração da América é um dos melhores trabalhos de Niles, com uma história envolvente sobre garotos que fazem de tudo para salvar seus irmãos deformados, vítimas da ignorância dos próprios pais, que os vêem como “filhos do demônio” ou “castigo de Deus”.

Aparentemente uma história de terror ambientada na zona rural do sul dos Estados Unidos, este álbum na verdade é uma bela história de compaixão fraternal que alerta para os diversos atos de intolerância tomados pela ignorância das pessoas que se fecham para tudo que é diferente do seu habitual.

Os desenhos impressionistas de Greg Ruth – que ilustrou diversas edições de Conan, O Cimério para a Dark Horse -, são um colírio para os olhos. E as cores são eficazmente usadas para compor a dramaticidade da obra.

A parceria entre Niles e Ruth resulta em um trabalho de primeira, que une ritmo lento, closes, textos breves e pouca iluminação para aumentar a tensão, inserindo cada vez mais o leitor na comovente e perturbadora história.

Uma caprichada e bem traduzida edição da Devir.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.