Afrika

Por Milena Azevedo
Data: 10 abril, 2015

AfrikaEditora: Dark Horse – Edição especial

Autor: Hermann (roteiro, arte e cor) .

Preço: US$ 15,99

Número de páginas: 56

Data de lançamento: Março de 2012

Sinopse

Dario Ferrer é um misantropo europeu que fiscaliza com unhas e dentes uma grande reserva de animais na Tanzânia. Ele não dá a mínima para o que acontece fora dos limites da reserva até uma jornalista o instigar a investigar uma estranha nuvem de fumaça.

Positivo/Negativo

Não é de hoje que a rica fauna do continente africano, juntamente com suas riquezas naturais, atrai a cobiça de caçadores e empresas de diversas partes do mundo.

Os governantes de cada país africano muitas vezes são coniventes com práticas escusas de grandes companhias estrangeiras (ou até mesmo empresas de fachada), visando faturar algum dividendo por fora, como também negociando meios de se manter no poder ao fortalecer laços políticos com nações economicamente mais poderosas.

Em Afrika, álbum traduzido para o inglês pela Dark Horse, o belga Hermann denuncia o fictício esquema entre o presidente da Tanzânia e um embaixador, que aparenta ser norte-americano, para a concessão da exploração de uma mina (de diamantes, provavelmente).

Em contrapartida, os estrangeiros dão suporte aos militares africanos na destruição de vilarejos rebeldes, com o governo local fazendo vistas grossas para o caso.

Tudo ia bem até o local da última chacina ser descoberto por Dario Ferrer e pela repórter Charlotte.

Ferrer é um ambientalista com passado conturbado, que deixou a Europa para ser o cabeça de uma reserva de animais na Tanzânia. Ele é durão, antissocial e só se preocupa com seus interesses pessoais. Mas foi escalado a contragosto para ciceronear a repórter Charlotte numa matéria sobre a ação predatória dos caçadores na Tanzânia.

O problema é que eles veem mais do que podiam e precisarão sobreviver à travessia da floresta para não serem mortos. Aí, Dario vai encarar seu passado, encontrando um jeito de superar o remorso por suas ações.

Hermann é um exímio retratista de paisagens, impregnando-as de vida por meio da aquarela (vide outros de seus trabalhos, como Caatinga, Sarajevo Tango e Manhattan beach, 1957). Em Afrika, ele encheu o álbum com vários planos abertos, mostrando a vida selvagem africana em sua plenitude, como poucos ousaram fazer na arte sequencial.

O autor também elaborou uma esperta subtrama, a qual funciona como metáfora da trama principal: um colaborador francês da reserva tanto insiste que consegue convencer Iseko, a namorada de Dario, que ele a está traindo com a repórter. Seduzindo-a com a oportunidade de conhecer Paris e se deliciar com uma vida sem privações, ele “rouba” a africana para a Europa.

A Dark Horse caprichou na edição, que tem capa dura e papel couché de boa gramatura.

No Brasil, Hermann foi publicado apenas pela Globo (Caatinga) e pela Mythos (Jeremiah e Wild Bill está morto), mas bem que a Nemo, que vem lançando excelentes títulos europeus, poderia traduzir outros álbuns dele pra cá.

Classificação

4,5

• Outros artigos escritos por

.

.

.