ALMANAQUE DO LOUCO # 1

Por Marcus Ramone
Data: 1 dezembro, 2011

ALMANAQUE DO LOUCO # 1

Editora: Panini Comics – Revista trimestral

Autores: Estúdios Mauricio de Sousa (texto e arte).

Preço: R$ 3,80

Número de páginas: 72

Data de lançamento: Março de 2011 (no expediente: fevereiro)

 

Sinopse

Dez HQs e uma tira estreladas pelo Louco, personagem de Mauricio de Sousa.

Positivo/Negativo

Mesmo tendo estrelado algumas edições da Coleção Um Tema Só (Editora Globo), ao lado do Cebolinha, o impossível Louco merecia há muito tempo ser título de um gibi periódico.

E isso finalmente se tornou realidade quando o Almanaque do Louco # 1 chegou às bancas, pela Panini Comics.

O gibi trimestral veio trazendo uma boa seleção de histórias, publicadas originalmente desde a década de 1990 e incluindo não apenas aquelas em que o surrealismo e o nonsense levam Cebolinha a perder as estribeiras, mas também duas HQs que, até mesmo por serem diferentes do habitual, estão entre as melhores da edição de estreia.

Nelas, Louco recupera sua saúde mental (se é que ele já foi mentalmente são, antes disso) e nem assim perde a comicidade.

Em O dia em que o Louco pirou… , que se passa no Parque da Mônica, isso acontece por causa de uma coelhada que a Mônica acidentalmente acerta em sua cabeça. Na história, até o nome verdadeiro do personagem é citado.

Já em Eta mundinho doido, ele simplesmente havia recebido alta dos médicos e passa um dia normal na companhia da criançada do Bairro do Limoeiro.

E ainda tem Um Louco muito sério, em que um (sóbrio) sósia do personagem se apresenta como Sidnei. Na verdade, a HQ faz uma brincadeira com Sidnei Salustre, desenhista dos Estúdios Mauricio de Sousa, que inspirou a criação do Louco.

Mas como o que vale mesmo são as situações surreais características do personagem, as HQs Eu, hein? (uma aventura sem pé nem cabeça, literalmente) e Adivinhe quem está na banheira têm loucura de sobra.

Tão maluca quanto essas histórias foi a divulgação do lançamento: anunciado para fevereiro, o gibi só saiu em março. E com bem menos páginas do que o divulgado inicialmente.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.