Almanaque do Tainha

Por Marcelo Naranjo
Data: 22 março, 2013

Almanaque do TainhaEditora: RGE – Edição especial

Autores: Mort Walker e outros não creditados (texto e arte).

Preço: variável, conforme a oferta em sebos

Número de páginas: 96

Data de lançamento: 1975

Sinopse

Diversas histórias tendo o Sargento Tainha como protagonista.

Positivo/Negativo

Brigão, comilão, ranzinza, engraçado, nervoso, passional, carente – adjetivos que, juntos, dão uma pequena ideia de quem é o Sargento Tainha, um personagem coadjuvante, literalmente, de peso.

Essa criação de Mort Walker deu o timing perfeito para as melhores piadas do Recruto Zero. Afinal, um foi feito para o outro, tão antagônicos e, ao mesmo tempo, tão inseparáveis.

O que seria do preguiçoso Zero não fosse o hiperativo Sargento o tempo todo em sua cola? Que seria de Tainha sem sua “cara-metade” para lhe tirar do sério e fazê-lo agir como um paizão mal-humorado?

De acordo com Walker, Tainha é seu personagem favorito para desenhar, “não só porque parece engraçado em todas as posições”, explica ele, “mas porque ocupa bastante espaço, o que me poupa de ficar fazendo cenários”.

Nas HQs desta edição, o Sargento não deixa de perseguir os pobres soltados, põe ordem na bagunça do quartel, segue sua eterna briga com o Zero, faz caretas, tenta emagrecer, desiste e, como sempre, come bastante, o que até lhe provoca pesadelos. Em destaque também seu cãozinho Oto, outro que adora atormentar os recrutas. Afinal, nada melhor do que se espelhar no dono.

Na verdade, as HQs criadas para o Recruta Zero no Brasil e em outros países eram destinadas quase exclusivamente ao público infanto-juvenil. Assim, não faziam frente ao trabalho desenvolvido por Mort Walker nas tiras, que alcançavam um público mais amplo.

Mas o fato de ter existido essa publicação exclusiva mostra o carinho que o público e os editores tinham com o personagem.

Afinal, ao contrário da palavra que Tainha constantemente repete em alto e bom tom quando está nervoso – “Zeroooo!” -, o Sargento foi e sempre será, isso sim, um personagem nota mil.

Classificação

3,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Jonas Lobato

    Nota dez para esta resenha.

    • Allan Paiva

      Você conhece uma hq que conta histórias do tainha através do tempo? em Roma, no antigo Egito e por ai vai?