Amok – Cabeça, tronco e membros

Por Audaci Junior
Data: 4 outubro, 2013

Amok - Cabeça, tronco e membrosEditora: Mórula Editorial – Edição especial

Autor: Alberto Bennet (roteiro e desenhos).

Preço: R$ 30,00

Número de páginas: 92

Data de lançamento: Agosto de 2013

Sinopse

Coletânea de tiras de Amok, um jovem psicopata que sonha comer a família com pesto, detesta tudo e todos, mas ama pregar brincadeiras mórbidas e mortais com seus “amiguinhos”.

Positivo/Negativo

Na Psiquiatria, a chamada síndrome de Amok consiste em uma súbita e espontânea explosão de raiva, que faz o indivíduo afetado matar indiscriminadamente pessoas e animais que encontrar à sua frente.

Bennet personifica essa doença para fazer uma crítica ácida e cheia de humor corrosivo da sociedade e a ojeriza que ela pode acarretar.

Apesar de apresentar muitas tiras publicadas no jornal Gazeta do Povo, de Curitiba/PR, a maioria do material no álbum é inédito.

Além da misantropia, Amok sempre carrega consigo facas, serra elétrica e todo um arsenal para desmanchar sorrisos, acabar com esperanças, estrangular a compaixão e destroçar livros de autoajuda.

As suas referências podem sangrar temas universais e abstratos, como amor, paz e felicidade, e também brincar com referências de filmes de terror (como a Samara, de O Chamado) ou personagens da literatura fantástica (como os monstros concebidos por H. P. Lovecraft), sem se esquecer das duplas sertanejas e grupos de pagode, os reality shows televisivos e afins.

Muitas ideias se repetem ou têm variações, tirando um pedaço do humor na leitura. Como toda coletânea, há momentos bastante criativos, mas também tiradas que não conseguem ser tão inspiradas.

Tira de Amok - Cabeça, tronco e membros Amok - Cabeça, tronco e membros Amok - Cabeça, tronco e membros

O álbum ainda conta com um pôster encartado do menino com cara de caveira e um prefácio assinado pelo cartunista Fernando Gonsales, de Níquel Náusea, que revela o segredo de Amok ser um personagem simpático, apesar de toda a sede de sangue.

Mesmo vestindo a grife enegrecida do humor, Amok não ultrapassa as divisas do “politicamente correto” ou extrapola na sugestão da violência. O ponto mais interessante do personagem é estripar o conformismo e regurgitar o questionamento de vários fatores que tornam a humanidade – e, por tabela, a sociedade – do jeito que está.

Amok – Cabeça, tronco e membros é a segunda coletânea do autor. No final de 2007, o cartunista paranaense publicou Benett apavora! – Tiras infames e desenhos encardidos para toda família disfuncional, pela Editora Juruá.

Classificação

3,5

• Outros artigos escritos por

.

.

.