Apagão – Cidade Sem Lei/Luz

Por Zé Oliboni
Data: 3 julho, 2015

Apagão – Cidade Sem Lei/LuzEditoraDraco – Edição especial

Autores: Raphael Fernandes (roteiro) e Camaleão (arte).

Preço: R$ 39,90 (impresso) e R$ 19,90 (digital)

Número de páginas: 96

Data de lançamento: Abril de 2015

Sinopse

Caos e violência são a rotina em uma São Paulo devastada por um blecaute que parece não ter fim. As ruas da cidade viraram um verdadeiro campo de batalha, onde gangues de arruaceiros se enfrentam por território e recursos. Nesse mundo, a única forma de comunicação é a força bruta.

No meio desse inferno, um grupo de jovens tenta melhorar as coisas e transformar a destruição em uma chance de reconstruir a sociedade. Eles são os Macacos Urbanos, liderados pelo mestre de capoeira Apoema.

Sem eles, esta selva de pedra será o túmulo para pessoas como o blogueiro Dori e sua irmã Bia. Para piorar, os dois se metem com uma seita fanática cujos seguidores estão consumidos pelo ódio e pelo medo.

Positivo/Negativo

Apagão é mais uma HQ feita com financiamento coletivo via Catarse e, posteriormente, abraçada por uma editora. A campanha inicial previa o lançamento no FIQ de 2013, mas a produção demorou mais que o esperado e a revista só saiu em abril de 2015.

O que realmente chama a atenção no álbum é a arte dinâmica, funcional e com boas cores de Camaleão. O desenhista, mais conhecido por suas ilustrações, caricaturas e capas da Mad, surpreende na narrativa visual da história. Aliás, quem é de São Paulo ou conhece bem o centro da cidade se impressionará com o cenário detalhista de muitas cenas.

A trama é aquela básica de centenas de filmes, livros, HQs: um futuro distópico, um grupo liderado por um guru lutando para melhorar a situação e um “escolhido” sem treinamento mas “destinado a salvar o mundo”.

Dentro desse formato padrão, a trama está bem executada, tem suas peculiaridades, suas adaptações, várias críticas e mantém um ritmo razoável de ação.

Mas é uma pena que esta edição seja só uma introdução para uma história maior. A HQ inclusive constrói a expectativa de uma grande luta envolvendo o escolhido e o salvamento da irmã dele e para justamente no momento em que o embate deveria acontecer.

Para o leitor, o ideal seria a continuação ter uma data programada para sair, pois é complicado investir em uma narrativa sem saber se a melhor parte da história virá ou não.

Uma boa notícia para quem achou o preço do álbum salgado é que a Draco também lançou uma versão em ebook que, além de mais barata, fica com as cores bem mais interessantes.

Classificação

3,0

• Outros artigos escritos por

.