AVANTE VINGADORES ! # 8

Por Zé Oliboni
Data: 1 dezembro, 2007


Título: AVANTE VINGADORES ! # 8 (Panini
Comics
) – Revista mensal

Autores: Fugitivos – Brian K. Vaughan (roteiro) e Adrian Alphona (desenhos);

Filhas do Dragão – Jimmy Palmiotti, Justin Gray (roteiro) e Khari Evans (desenhos);

Mulher-Hulk – Dan Slott (roteiro), Paul Smith (arte da primeira história) e Ron Frenz (arte da segunda história).

Preço: R$ 6,90

Número de páginas: 96

Data de lançamento: Agosto de 2007

Sinopse: Fugitivos – O plano de Geoffrey Wilder para destruir os Fugitivos e restabelecer o poder do Orgulho está indo a pleno vapor. Contudo, com a volta de Karolina e Xavin, ele terá algumas surpresas.

Mulher-Hulk – John Jameson pediu Jen em casamento e ela aceitou. Depois de fugirem para Vegas e concretizar a união, eles terão que enfrentar os pais do noivo.

Filhas do Dragão – Misty e Collen terão ajuda de vários amigos para fazer uma grande vingança contra Ricadonna.

Positivo/Negativo: Antes de tudo, a revista continua sem Jovens Vingadores ou mesmo os antigos Vingadores, apesar do título.

Sobre as histórias, há duas edições de Fugitivos, série que cada vez se mostra na medida certa. É impressionante como os números estão passando e a revista continua divertida. Mesmo a arte, que costuma “enjoar” com o tempo, mantém uma qualidade que agrada facilmente o leitor.

O mais engraçado é que a trama principal não evolui tanto. Ela fica focada na volta de Karolina, nas brigas internas e na tentativa de frustrar o retorno do Orgulho.

Mesmo assim, a leitura não cansa, pois, ao contrário de muitas coisas publicadas, é uma trama bem narrada tanto no texto quanto na arte.

Vale registrar a interessante revelação sobre Molly não ser uma criança tão inocente e boba como se pensa. Muito pelo contrário, ela pode estar mais à frente mentalmente do que muitos dos seus amigos, a ponto de se fingir de bobinha para enganá-los.

Em Mulher-Hulk, Peter David tenta reencontrar a “fórmula mágica” do sucesso da revista. Ainda não conseguiu totalmente. Ao mesmo tempo em que teve bons momentos, como a cena com Andy e Mallory na banheira e a aparição de J.J. Jameson novamente operando o seu ridículo Esmaga-Aranhas (algo tirado do fundo do baú da cronologia da Marvel), ele peca com a obviedade do desencontro entre Pug e Jen.

Todos os leitores estão torcendo por Pug, mas ele descobrir um fato que pode acabar com o casamento da Mulher-Hulk com John Jameson, tentar contar e não conseguir é o clichê mais batido já visto em novelas e comédias românticas.

Felizmente, a revista fecha com muito estilo. Filhas do Dragão é um título para se descontrair. O leitor não precisa pensar, tem muita ação e várias situações engraçadas, como elas pedindo ajuda para o Toupeira e o Justiceiro. É um entretenimento descartável, mas divertido e bem desenhado.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.