BATMAN # 31

Por Zé Oliboni
Data: 1 dezembro, 2005


Título: BATMAN # 31 (Panini
Comics
) – Revista mensal
Autores: A. J. Lieberman (roteiro) e Al Barrionuevo (desenhos).

Preço: R$ 6,90

Número de páginas: 96

Data de lançamento: Junho de 2005

Sinopse: A vingança de Silêncio contra o Charada e o Homem-Morcego colocará toda Gotham City contra o vilão, além de um certo Arqueiro.

Positivo/Negativo: O retorno do Silêncio tem, aos poucos, se mostrado mais interessante do que a saga original do personagem.

Um vilão sem nada a perder, buscando vingança a qualquer custo, assustando inclusive o Batman e que acaba com o Coringa se torna um personagem muito interessante que, colocado numa boa trama como esta, é diversão na certa.

A história, que ainda não se concluiu, deixou várias pontas soltas que prometem algo muito bom para quando forem atadas.

Se cabe alguma grande crítica a este arco seria a liberdade que o autor tomou com o Coringa. Ele estabeleceu uma origem, contada pelo próprio personagem, envolvendo o assassinato de sua mulher, a primeira aparição do Capuz Vermelho (que, pelo que tem saído atualmente nos Estados Unidos, em breve voltará à ativa) e a ligação do Batman ao surgimento do vilão, bem ao estilo do primeiro filme do Morcego dirigido por Tim Burton.

Fora isso, algo que sempre pode ser ignorado, já que é contado pelo ponto de vista do Coringa que, como se sabe, não é uma das pessoas mais mentalmente equilibradas de Gotham, a história vale a pena.

Outro ponto positivo, além do desenhos que continuam bem cuidados e com uma narrativa apropriada, é a aparição do Arqueiro Verde. A discussão de Oliver e Bruce e as óbvias diferenças dos personagens são muito bem exploradas na primeira parte da trama.

 

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.