Batman # 9 – Novos 52

Por Ricardo Malta Barbeira
Data: 8 março, 2013

Batman # 9 - Novos 52 Editora: Panini Comics – Revista mensal

Autores: A noite das corujas (Batman # 9) – Scott Snyder (roteiro), Greg Capullo (desenhos), Jonathan Glapion (arte-final) e FCO Plascencia (cores);

A queda da casa de Wayne – Parte 1 de 3 (Batman # 9) – Scott Snyder e James Tynion IV (roteiro), Rafael Albuquerque (arte) e Dave McCaig (cores);

“Não posso ser quebrado.” (Batman – The Dark Knight # 9) – Judd Winick (roteiro), David Finch (desenhos), Richard Friend (arte-final) e Sonia Oback (cores);

As corujas tomam o Arkham (Detective Comics # 9) – Tony Salvador Daniel (roteiro e desenhos), Sandu Florea (arte-final) e Tomeu Morey (cores);

A primeira neve (Batman Annual # 1) – Scott Snyder e James Tynion IV (roteiro), Jason Fabok (arte) e Peter Steigerwald (cores).

Preço: R$ 9,80

Número de páginas: 112

Data de lançamento: Fevereiro de 2013

Sinopse

Batman – Bruce Wayne a um passo de cair frente aos assassinos da Corte das Corujas.

Batman II – Os segredos de Jarvis Pennyworth, o pai de Alfred.

Batman – O Cavaleiro das Trevas – Testemunhe a história de um Garra.

Detective Comics – Batman precisa impedir que Jeremiah Arkham seja assassinado.

Batman Annual – A fuga e a loucura de Victor Fries, o Senhor Frio.

Positivo/Negativo

A revista começa dando continuidade à luta entre Batman e o séquito de assassinos da Corte das Corujas.

A conclusão da batalha com os Garras na Mansão Wayne é ótima, e uma das razões é o roteirista deixar que a reviravolta ocorra na hora exata, o que faz a trama ganhar muito em ação sem desperdiçar toda a tensão criada até aqui.

Quase todas as tramas que vêm a seguir, dentro do evento Noite das Corujas, são boas, mas nenhuma supera a qualidade apresentada em Batman, o título principal do herói. Crédito ao belo trabalho realizado pela dupla Scott Snyder e Greg Capullo.

Na sequência, tem vez uma história protagonizada por Jarvis Pennyworth, antigo mordomo da família Wayne e pai de Alfred.

Diversos avisos misteriosos são revelados pelo protagonista, mas pouca coisa que realmente signifique algo. O jeito é esperar pelas próximas partes.

Em O Cavaleiro das Trevas, o leitor toma conhecimento de certos fatos do passado de um Garra que acabara de assassinar uma iminente personalidade política de Gotham.

Judd Winick até tenta, mas seu roteiro é pobre demais, e o mesmo vale para a irregular arte de David Finch, que tem boas intenções e só. Pra piorar, a história terá continuação no próximo mês.

Detective Comics mostra os Garras invadindo o Asilo Arkham, na tentativa de matar seu administrador, o psiquiatra Jeremiah Arkham. É uma trama correta, que se enquadra bem ao ataque generalizado da Corte das Corujas.

Batman Annual fecha a revista com a fuga do Senhor Frio do Asilo Arkham, uma aventura bem bacana, que revela certas surpresas sobre Nora, a esposa e maior motivação para os crimes de Victor Fries.

O roteiro é interessante, mas o destaque maior é a bonita arte de Jason Fabok, que também assina a capa deste número.

O Batman desenhado por ele tem detalhes tão bem feitos (por exemplo: seu capuz), que acaba ganhando um ar de imponência ainda maior do que o usual.

Vale mencionar que, por ter mais páginas que as usuais 64, esta edição apresenta um preço superior ao cobrado normalmente.

Classificação

3,0

• Outros artigos escritos por

.