BATMAN – JOGOS DE GUERRA

Por Zé Oliboni
Data: 1 dezembro, 2005


Título: BATMAN – JOGOS DE GUERRA (Panini
Comics
) – Edição especial
Autores: Devin Grayson (roteiro) e Ramon Bachs (desenhos).

Preço: R$ 3,90

Número de páginas: 32

Data de lançamento: Junho de 2005

Sinopse: Os chefes do crime de Gotham City se reúnem para o início dos Jogos de Guerra.

Positivo/Negativo: Antes de falar da história, este é um bom começo para uma saga do Cavaleiro das Trevas que promete ser boa. Em poucas páginas, o roteirista mostra a situação dos vigilantes e criminosos de Gotham City, focando principalmente no emocional da “família” do Morcego e seus membros desgarrados, como a Salteadora. Ramon Bachs faz um desenho competente, mas sem nada de especial.

O grande problema da revista, contudo, é a edição nacional. Primeiro, o preço é alto, especialmente se for levado em conta que, nos Estados Unidos, a revista foi lançada para promover a nova saga do Batman e aumentar as vendas do título mensal, pelo valor simbólico de 12 centavos de dólar.

Segundo, os prometidos extras se resumem a um breve histórico de alguns personagens e cinco páginas de comerciais de outros títulos da editora. Terceiro, a revista saiu um mês depois do anunciado e traz uma continuação direta da trama de Novos Titãs # 13, que chega às bancas pelo menos uma semana depois deste especial, estragando, em sua primeira página, o final da história.

Para completar, o editor avisa que Batman # 32 deve ser lida antes desta edição. No entanto, a trama desse prelúdio se insere exatamente no meio do mix da revista mensal do Morcego.

Ou seja, você deve ler a primeira metade do título regular, voltar para a edição especial e só então concluir a leitura de Batman # 32. Infelizmente, a estratégia de divulgação norte-americana ficou perdida na transposição para o mercado editorial brasileiro, gerando uma edição que poderia perfeitamente ficar dentro da revista mensal do Morcego, economizando o dinheiro e a paciência dos leitores.

 

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.