BATMAN: PRETÉRITO FUTURO # 2

Por Zé Oliboni
Data: 1 dezembro, 2004


Autores: Joe Cassey (roteiro) e Cully Hamner (arte);

Preço: R$ 5,40

Número de páginas: 64

Data de lançamento: Outubro 2004

Sinopse: A conclusão deste conto situado no primeiro ano de Batman, que liga o presente, o passado e o futuro.

Positivo/Negativo Muito do que a primeira edição teve de bom desandou nesta.

Ted tornou-se um vilão incoerente. Tudo bem que ele vire um assassino, mas que um sujeito pequeno, fraco e que nunca tirou a vida de ninguém consiga, sozinho, matar 348 pessoas em uma noite só, beira ao absurdo.

Além disso, o momento em que ele arranca seu olho junto com o batarangue, suportando a dor de forma exemplar também complica um pouco a coerência da situação.

De bom, o momento em que Ted veste a pele de seu pai como uma máscara, que leva o leitor a pensar sobre quem é a verdadeira identidade de Bruce Wayne. Afinal, em quais momentos ele realmente põe a “máscara”, que, como em muitas outras histórias, evidentemente é sua identidade civil e não o manto do Batman.

A arte de Hamner tem um propósito interessante que divide os leitores. Ele é um desenhista competente no estilo tradicional, pelos seus cenários bem feitos, mas muitos acham que retrata mal os personagens.

Na verdade, existe um trabalho de caracterizar mais o psicológico do que o físico, o que muitas vezes causa estranhamento ao leitor. Mas é o que dá consistência a esta história.

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.