Black Magick – Volume 1 – Awakening

Por Milena Azevedo
Data: 27 outubro, 2017

Black Magick – Volume 1 – AwakeningEditora: Image Comics – Edição especial

Autor: Greg Rucka (roteiro), Nicola Scott (arte e cor)

Preço: US$ 9,99

Número de páginas: 128

Data de lançamento:  Maio de 2016

Sinopse

A detetive Rowan Black é uma bruxa que trabalha com assaltos e homicídios no Departamento de Polícia de Portsmouth. Durante anos, ela lutou para manter um equilíbrio entre suas duas vidas, mas o passado está finalmente alcançando-a.

Assassinatos misteriosos levam Rowan a uma investigação em que as linhas entre suas duas vidas se cruzam, fazendo com que ela não tenha escolha, senão usar seus poderes não só para salvar as pessoas que ama, mas para preservar um futuro para toda a humanidade.

Positivo/Negativo

Antes de iniciarem a parceria no rebirth da Mulher-Maravilha, Greg Rucka e Nicola Scott criaram a série Black Magick, para a Image. Esta edição compila seus cinco primeiros números.

A proposta da série é ser um gothic noir, envolvendo investigação policial e bruxaria, uma espécie de Gotham D.P.G.C. com elementos sobrenaturais.

A trama se passa na cidade fictícia de Portsmouth, nos Estados Unidos, onde um Conciliábulo de antigas linhagens de bruxos é bastante ativo, e está começando os preparativos para o ritual do Equinócio de Outono (quando o dia e a noite têm o mesmo número de horas).

A detetive Rowan Black é interrompida no meio do ritual, pois sua presença fora solicitada por um homem que havia feito quatro reféns em um restaurante.

Mal se recupera do ocorrido nesse caso, ela e seu parceiro Morgan são chamados para investigar outro, desta vez o estranho assassinato de um estuprador.

Como os dois casos envolvem magia, Rowan desconfia ser algum tipo de “mensagem” endereçada a ela. Por isso, pede ajuda à amiga Alex, a Alta Sacerdotisa do Conciliábulo de Portsmouth.

Então, o leitor é apresentado ao que parece ser um Conciliábulo de bruxos europeus, interessados nos pitorescos acontecimentos de Portsmouth.

Rucka conduz a trama num ritmo lento, trabalhando o mistério até o ponto de virada do último número que fecha o primeiro arco, o qual se encerra com um cliffhanger instigante. Até aqui, só há interrogações.

Enquanto isso, o leitor vai acompanhando as investigações do Departamento de Polícia de Portsmouth, e conhecendo a personalidade autodestrutiva e as inseguranças da Rowan, bem como sua resistência em voltar a trabalhar com magias mais poderosas, após um incidente que é levemente mencionado.

A arte da Scott é primorosa e rica em detalhes, com destaque para os cenários.

A opção por colorir numa mescla entre tons de cinza e sépia deu um charme à história, reforçando o elemento noir. Há momentos específicos nos quais as cores se fazem mais presentes, geralmente envolvendo magia e fogo.

As capas também são um show à parte e, dentre as alternativas, há uma assinada por Jill Thompson (o encadernado traz uma galeria com todas elas).

Black Magick teve seus direitos comprados para ser adaptada numa série live action de TV, assim como outros dois trabalhos de Rucka: Lazarus e Queen & Country (este último será um longa-metragem e está em produção há alguns anos).

O segundo arco de Black Magick começou a ser lançado nos Estados Unidos em julho de 2017.

Classificação:

3,5

.

Compre Black Magic

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Rimos & Morty

    Achei que tem uma pegada muito parecida com Occult Crimes Taskforce, uma minissérie publicada há uns 10 anos pela própria Image.