Calvin and Hobbes – Weirdos from another planet!

Por Zé Oliboni
Data: 21 dezembro, 2005
MATERIAL IMPORTADO

 

Calvin and Hobbes - Weirdos from another planet!Editora: Andrews and McMeel – Edição especial

Autores: Bill Watterson (roteiro e arte).

Preço: US$ 10,95

Número de páginas: 128

Data de lançamento: Janeiro de 1990

Sinopse

Esta coleção de tiras apresenta Calvin, um garoto de seis anos, e seu melhor amigo Hobbes, um tigre de pelúcia.

O livro dá ao leitor a oportunidade de viajar com a imaginação do menino, capaz de dar vida a Hobbes e transformar situações aparentemente comuns em incríveis aventuras.

Aproveite para ver o mundo com os olhos de uma criança novamente e lembrar como era ter que obedecer os pais, não entender o mundo dos adultos e poder se imaginar explorando o espaço ou vivendo como um dinossauro.

Positivo/Negativo

As tiras de jornais sempre foram prolíferas em histórias com crianças, mas com um humor adulto. Vale lembrar, por exemplo, a crítica política da Mafalda, de Quino, e a poesia de Schulz, em Charlie Brown e Snoopy.

Mas Calvin é um tanto diferente dos outros personagens. Ele é sutil, um pouco poético, às vezes crítico, mas, antes de tudo, retrata uma criança.

Watterson consegue usar a imaginação de Calvin para mostrar como uma criança enxerga o mundo. Ele leva o leitor à infância, quando qualquer um conseguia abstrair atividades chatas e se imaginar voando em aviões, combatendo vilões, sendo monstros e tendo a companhia um amigo imaginário.

É impossível não se divertir com os pulos de Hobbes (no Brasil, Haroldo) sobre Calvin quando ele chega em casa, com a implicância do garoto com sua babá ou com suas tentativas de aprender a ser um tigre.

Tira de Calvin and Hobbes - Weirdos from another planet!

Calvin é o tipo de quadrinhos que agrada a todos. As crianças vão viajar na imaginação do menino, os adultos vão lembrar da sua infância ou aqueles que são pais verão as brincadeiras e manhas de seus filhos nas histórias do encapetado menino.

Tudo isso fica completo com uma arte simples e funcional. Bill Watterson trabalha muito bem elementos cartunescos de linguagem mas sem as comuns distorções dos personagens. Seu traço é equilibrado, proporcional, com linhas rápidas e eficientes.

Vale notar, nas cenas em que Calvin imagina dinossauros, aviões ou insetos gigantes, que Watterson sabe fazer um traço tradicional e realista com perfeição.

Um defeito que se pode apontar nesta edição é a falta de um texto explicativo apresentado o personagem e o autor, algo banal para os fãs, mas útil para quem tem o primeiro contato com Calvin e Hobbes.

Contudo, isso não prejudica em nada a leitura, que aos poucos vai revelando que os estranhos de outro planeta são aqueles que cresceram e esqueceram como era ser criança.

Classificação

4,5

• Outros artigos escritos por

.