CAPITÃO AMÉRICA & OS VINGADORES SECRETOS # 11

Por Lielson Zeni
Data: 1 dezembro, 2012

CAPITÃO AMÉRICA & OS VINGADORES SECRETOS # 11

Editora: Panini Comics – Revista mensal

O problema com John Steele (Secret Avengers # 12) – Ed Brubaker (roteiro), Mike Deodato com Will Conrad (arte) e Rain Beredo (cor);

Vingadores Secretos (Secret Avengers # 12.1) – Nick Spencer (roteiro), Scott Eaton (desenho), Jaime Mendoza (arte-final) e Frank D’Armata (cor);

Capitão América (Captain America # 615.1) – Ed Brubaker (roteiro), Mitch Breitweiser (arte) e Bettie Breitweiser (cor).

Preço: R$ 6,50

Número de páginas: 72

Data de lançamento: Maio de 2012

 

Sinopse

O problema com John Steele – Revelado o que aconteceu com John Steele para que ele se tornasse um membro do Clã das Sombras.

Vingadores Secretos – O Agente Americano vaza informações importantes e Steve Rogers vai tentar salvar as principais vítimas disso.

Capitão América – Surge um novo Capitão América. Como Steve Rogers vai lidar com isso?

Positivo/Negativo

Mais um mês em que os Guerreiros Secretos não participam do mix da revista. O leitor encontrará duas histórias de Vingadores Secretos e uma de Capitão América. E, com isso, duas histórias de Ed Brubaker.

O final do arco de John Steele mostra uma mudança de comportamento em Steve Rogers, que abandona a sua ingenuidade patriótica e faz transparecer o pensamento militar de redução de dano. É como se Brubaker estivesse preparando o “bandeiroso” para se tornar o personagem da linha Ultimate.

Esta edição traz a seguir duas séries com a numeração “.1” em sua versão original. A ideia da Marvel é que essas revistas sirvam de ponto de entrada para novos leitores. São histórias autocontidas que explicam a situação do personagem no universo da editora e, ao mesmo tempo, fazem com que as séries caminhem.

Ambas cumprem bem o seu propósito. A dos Vingadores Secretos, embora seja uma trama simples, beirando o tolo, mostra bem os personagens, com uma arte eficiente. Claro que o final é um “discursão”, mas combina com a pegada da história.

A seguir, Brubaker apresenta uma bela trama sobre a força do legado do Sentinela da Liberdade e de como funcionam as cabeças das pessoas ao redor de Steve Rogers.

A mudança de postura de Rogers percebida na primeira história se reafirma aqui.

Ed Brubaker continua mostrando por que é um dos mais competentes roteiristas de super-heróis hoje.

 

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.