CAPITÃO AMÉRICA & OS VINGADORES SECRETOS # 14

Por Lielson Zeni
Data: 1 dezembro, 2012

CAPITÃO AMÉRICA & OS VINGADORES SECRETOS # 14

Editora: Panini Comics – Revista mensal

A verdade inesperada (Secret Avengers # 15) – Nick Spencer (roteiro), Scott Eaton (desenho), Jaime Mendoza (arte-final) e Frank D’Armata (cor);

Gulag (Captain America # 618)) – Ed Brubaker (roteiro), Butch Guice com Stefano Gaudiano e Chris Samnee (arte) e Bettie Breitweiser (cor);

Guerreiros Secretos (Secret Warriors # 27)) – Jonathan Hickman (roteiro), Alessandro Vitti (arte) e Imaginary Friends Studio (cor).

Preço: R$ 6,50

Número de páginas: 80

Data de lançamento: Julho de 2012

 

Sinopse

A verdade inesperada – A Viúva negra invade um jornal sensacionalista que diz ter provas da morte de Bucky Barnes.

Gulag – Bucky tenta sobreviver na prisão russa, enquanto Steve Rogers, Sharon Carter e Viúva Negra procuram formas de resgatá-lo.

Guerreiros Secretos – Nick e Jake Fury resolvem as contas com Strucker, enquanto uma agência de proteção mundial está em processo de criação.

Positivo/Negativo

A revista começa confusa. Pelo menos para quem não acompanha a saga A essência do medo, caso deste resenhista.

Aliás, o leitor que se encontra na mesma situação deve supor que a referida morte de Bucky Barnes tenha se dado nessa saga, porque, na verdade, não há qualquer informação na revista que o ajude a saber.

A história de Nick Spencer tenta construir uma postura autoirônica comentando a morte e o retorno dos super-heróis, no grande bate-papo entre a Viúva Negra e os jornalistas. A coisa vai de forma mediana até que Spencer se obriga a fazer um final enaltecedor e revigorante.

A seguir, vem a história Gulag, em que o leitor encontra Bucky Barnes vivo. Haja confusão!

A vontade é nem comentar a aventura, pois ela não tem importância, uma vez que Bucky morre (morreu? morrerá?) em outra edição. Mas vamos a ela.

A trama se divide em três cenas: Steve Rogers interrogando Peter Gyrich, Viúva Negra e Sharon em Moscou buscando informações para ajudar Bucky, e Bucky Barnes sendo provocado e levado ao seu limite no Gulag russo.

Há uma diferença sensível de desenho entre a parte de Bucky e as outras duas. Vale lembrar que Butch Guice, responsável pelas cenas na prisão, tem homenageado constantemente as páginas de Jim Steranko. E que belo trabalho!

Encerra a edição uma história que confunde um pouco mais. Como faz alguns meses que a Panini não publicava Guerreiros Secretos, é difícil lembrar em que ponto as coisas estavam. Mas aqui, pelo menos, há uma recapitulação em texto antes da HQ.

Na penúltima aventura da série, Jonathan Hickman começa a amarrar as pontas soltas. Como foi desde o começo, o roteirista não poupa cenas de impacto, sempre bem realizados por Alessandro Vitti. Na próxima edição, o fim do título.

 

Classificação:

4,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.